Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

3 constações depois de uma semana no Algarve

escadinhas.blogs.sapo.pt.jpg

 

 

Estive uma semana de férias no Algarve pela primeira vez na minha vida. Sim, é verdade, nunca tinha estado uma semana no Algarve. E depois de ter estado lá uma semana,  ter gostado imenso de ter estado com os papás e sol, mar e areia, e depois de estar há 6 anos fora de Portugal, deu para que há coisas que não mudaram, sendo elas: 

 

 

Tira a pilha e....

Relaxing - ThingLink.jpg

 

Como já devem ter percebido pelo Facebook ou o Instagram do Escadinhas, esta semana ando a recarregar baterias com sol, mar e areia à mistura. Este ano tem sido intenso, mesmo muito intenso, sobretudo a nível profissional. Como sou uma pulga irriquieta, é normal. Mas o corpinho e o neurónio chegam a um ponto em que o máximo que se querem preocupar é: já é hora de estar ao sol? Está na hora de virar? 

 

É nestas alturas também que aproveito para pôr leituras em dia. Embora, confesse, desta vez, os dois primeiros dias foram mesmo para longas sestas entre meia dúzia de páginas lidas. Normalmente meço o cansaço pelas horas de sono e de sestas que tenho ao longo dos dias. A adrelanina é por vezes muito boa a esconder o cansaço (evidente). Confesso que este Dolce Fare Niente me sabe pela vida, porque assim que me meter no avião de regresso, chega a hora de pegar em tudo o que ficou pendurado mais aquilo que se acumulou e voltar à luta. 

 

Gostava de dizer que a minha vida é tão simples e fácil quanto parece e creio que nem aqueles que me são próximos têm noção do quão exigente é. Um sorriso nos lábios torna tudo mais fácil e quando se tem paixão pelo que se faz... bom... quem corre por gosto não cansa, não é? 

 

P.S.: e para aqueles que perguntaram: sim, tomo inumossupressores e sim podemos apanhar sol desde que com os devidos cuidados. Costumo dizer que são os mesmos que os de um bebé: protector solar com fartura, exposição ao sol só nas horas de menor calor e em doses reduzidas. O resto do tempo debaixo do guarda-sol, à sombra e com vista para o mar! ;)

 

 

8 coisas que odeio nos hotéis

5 coisas que odeio em hotéis (1).png

 

É certo e sabido que desde que me mudei para Bruxelas tenho viajado bastante, sobretudo se somar as viagens pessoais com as viagens profissionais. Com os anos as viagens intensificaram-se e desde que comecei a ser activa na sensibilização pelas DII em Portugal que raramente passo um mês sem ter uma viagem. Coleccionei por isso alguns ódios de estimação ao longo das viagens a certos detalhes nos hotéis. E hoje, no meio de uma viagem profissional, é isso que gostaria de partilhar convosco. 

 

 

Museu de África: o que não podem deixar de ver!

IMG_20181103_112542.jpg

 

Quando cheguei a Bruxelas, o Museu de Áfria estava fechado para obras. E assim permaneceu até recentemente. O Museu não fica propriamente no centro, embora haja um eléctrico (o 44) que para praticamente à porta. É certo que este Museu tem estado envolto em polémica por causa do passado colonialista da Bélgica. Há quem diga que a Bélgica deva restituir o espólio às suas origens, há quem diga nem pensar porque ou não se sabe a quem entregar o espólio ou porque não serão capazes de preservar as obras (sinceramente, os argumentos para não devolver as obras

 

2 coisas mais esquisitas que já vi nos aviões num único voo!

IMG_2014.jpg

 

 

Não é novidade nenhuma que viajo bué a nível profissional. Em 2018 não estive mais de mês e meio em casa sem ter uma viagem (ok ok algumas foram viagens pessoais). 2019 já começou e já tenho viagens marcadas ou previstas pelo menos até Julho. Este mês, 3 semanas = 3 viagens. Em Março serão no total duas semanas fora de casa. Ora, com tanta rodagem já vi coisas muito estranhas nos aviões, mas confesso que ontem, vi duas que entraram directamente para o Top 2 sem passarem pela casa da partida! Senão, digam-me lá quantas vezes já viram isto:

 

 

4 Dicas para Milão

IMG_9612.JPG

 

Quem vai segundo o Escadinhas no Facebook ou Instagram percebeu que nos últimos dias andei por Milão, pela primeira vez na minha vidinha! E devo confessar que adorei a cidade e adorei perder-me. Só tinha um dia e meio em Milão porque depois iria a Laveno, e sou sincera: com tantas viagens este ano (profissionais e pessoais) só me apeteceu render-me ao Dolce Fare Niente e perder-me!

Contudo, aprendi algumas lições valiosas que quero partilhar com quem está a planear ir pela primeira vez a Milão:

 

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Onde compro livros

Blogs de Portugal

Bloglovin