Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

5 dicas para explicar uma Doença Inflamatória do Intestino

864ab779121b72c4c7d2b87af9d0b60f.jpg

 

As festas estão a aproximar-se e com elas as reuniões de família e alguns reencontros com algumas pessoas que já não vemos algum tempo. Vão surgir as habituais perguntas do "como estás?"; "Como vai a saúde?"; "Estás melhor?" e normalmente são acompanhadas de alguns conselhos, fruto de um amigo do vizinho do 3ºesquerdo que fez uma coisa qualquer e está melhor; ou de um site na internet ou de um grupo livro que se leu. É nestas alturas, camaradas, que temos que respirar beeeeeem fundo, e aproveitar a oportunidade para educarmos para as DII. Sim: nós podemos fazer a diferença e educar e sensibilizar para as Doenças Inflamatórias do Intestino! Grão a grão enche a galinha o papo e se vocês explicarem a 5 pessoas com quem se irão cruzar nas próximas semanas, multiplicado por 20 mil que somos, são mais 100 mil pessoas devidamente informadas sobre Crohn e Colite Ulcerosa. 

Como sei que por vezes é dificil, partilho convosco algumas dicas para explicarem, de forma simples, curta e directa, o que é uma Doença Inflamatória do Intestino. Prontos? Aqui vamos!

 

 

5 livros para oferecer no Natal

812b043c144dd640358d18f13405b1b6.jpg

 

O Natal aproxima-se (ao que consta falta um mês e qualquer coisa) e já anda tudo doido a pensar "Que raio foi oferecer?". Pois bem, não desesperem! Livros é sempre uma boa opção, apoiam a cultura, ajudam alguém a aprender umas coisas, e se procurarem um bocadinho apanham umas promoções e descontos online que vêm sempre a calhar. Obviamente que por isso é que escrevo este post tão longe da data: é para terem tempo de procurar e encontrar os melhores preços. 

Sendo assim, deixo-vos 5 sugestões:

 

 

Na vida há uma primeira vez para tudo

acabou_se_o_que_era_doce-960x360.jpg

 

Lentamente e depois da loucura das últimas duas semanas, tudo começa a encaixar e voltar ao lugar. Entre a azáfama de visitas, comprasm afazares, almoços e jantares, foi bom voltar à Tugalândia matar saudades da família, amigos e do sol!

 

A época festiva passou-se como sempre, entre família e dolce fare niente, muita comida à mistura e um sabor amargo cada vez que tem que se voltar a enfiar dentro de um autocarro com asas. Este ano foi ainda mais amargo: foi o primeiro ano desde sempre que não comi doces de Natal! Nem um! A mamã foi uma fofa e ainda tentou fazer as

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Blogs de Portugal

Bloglovin