Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Escadinhas do Quebra Costas

(con)Viver com Doenças Inflamatórias do Inflamatórias do Intestino. Aventuras, desventuras e muita galhofa! Que a rir custa menos e por isso "Sou feliz só por preguiça."

(con)Viver com Doenças Inflamatórias do Inflamatórias do Intestino. Aventuras, desventuras e muita galhofa! Que a rir custa menos e por isso "Sou feliz só por preguiça."

29 de Janeiro, 2018

Porque é que não bebo café

Vera Gomes

 

Não sei porquê eu e o café nunca tivemos uma relação muito próxima. Mantemos relações diplomáticas com uma certa distância. Gosto do cheiro mas não o bebo. Aliás... bebi, em circunstâncias muito especiais que não se voltaram a repetir. 

 

Basicamente bebi café em dois ou três momentos da minha vida, associados a um período em que andava a trabalhar imenso e a dormir pouco. Naqueles dias em que precisava d euma dose extra, lá enfiava um expresso pela goela abaixo. O resultado era maravilhoso e o National Geographic poderia fazer um episódio da vida selvagem à pala disso. Para terem uma ideia, durante um período da minha adolescência nem coca-cola podia beber por ficar

hiperactiva com a cafeína. Agora imaginem um café! Um café, por muito pequeno oou grande que seja, dá um nível de energia que até a luz viaja a uma velocidade mais lenta do que eu. Durante uma hora, estou com uma velocidade de raciocinio tão veloz e apurada que deve ser equivalente ao que a malta que dá nas drogas tem. Com a simples vantagem que não me causa dependência. Porquê?

 

Resume-se a uma razão muito simples: apesar dos neurónios no meu cérebro baterem palminhas com a cafeína a chegar ao estomago, a tripa tem exactamente a reacção oposta! O final daquela hora de desempenho ao seu mais alto nível, culmina com uma hora da tripa a funcionar a nível olimpico! São as cólicas, são as diarreias... e cereja no topo do bolo: diarreias com cheiro a café! Diarreias perfumadas são todo um outro nível....

 

Por estas e por outras (por exemplo, não aprecio muito o sabor do café), que quando me diagnosticaram a Colite Ulcerosa e me disseram "café não!" para  mim foi um encolher de ombros e pensar "oh! isso não custa nada!". Mal eu sabia o que o futuro me reservaria....

 

E por esse lado? Qual é a vossa relação com o café?

 

4 comentários

Comentar post