Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O que me mantém mentalmente sã nas crises da Colite Ulcerosa

IMG_20161023_150513.jpg

 

2016 foi um ano merdoso. Em todos os sentidos: fiquei sem conseguir trabalhar, fiquei com um quadro clínico muito sensível e delicado e tive todo um novo mundo para enfrentar. As visitas ao hospital eram praticamente diárias, para medicação, para exames clínicos, para ver a equipa médica. Seria impossível para o Mais que Tudo conseguir acompanhar-me a tudo. Afinal de contas, alguém tem que trabalhar, não é?

Foi assim que o Simon entrou na minha. O pequeno Koala que o Mais Que Tudo me ofereceu uns

dias antes do meu primeiro tratamento biológico. O Simon foi comigo a todos os tratamentos e visitas hospitalares dos últimos dois anos e meio. Fez-me companhia quando estava só e lembrou-me sempre que apesar de só no hospital, não estava só na vida! Que tinha apoio dos que me eram próximos, no questions asked; que não estava sozinha na luta!

Em Outubro de 2016 fui internada pela primeira vez. Foi inesperado para todos e um choque. O Simon foi comigo. E ao fim de umas horas de internamento, o Simon ganhou um amigo: recebi uma visita de uma colega de trabalho que levava em nome dos meus 65 colegas o Bear e um postal do meu chefe (que ainda hoje guardo carinhosamente).

 

IMG-20161021-WA0006.jpeg

 

O Simon ganhou um amigo, e para mim foi super motivante sentir que tinha o apoio de todos os que me rodeiam. Incluindo dos meus chefes e colegas, numa altura em que o meu contrato estava prestes a ser (ou não) renovado. O apoio que tive naqueles 5 meses que passei fora de circuito em 2016, só fizeram com que voltasse ao activo com ainda mais força e coragem e sobretudo mostrar que apostaram no cavalo certo!

As mascotes, por muito infantil que possam parecer (e como alguém que não percebe me disse uma vez), são na verdade importantes. São a nossa âncora em momentos difíceis, aquilo que nos lembra que não estamos sós, ou que nos fazem sorrir em dias tenebrosos e que nos ajudam a ir buscar forças onde nem sabíamos ter.

Eu ainda tenho as minhas mascotes. O Simon continua a fazer-me companhia nas idas ao hospital (por isso é que as mulheres têm malas grandes) e continua a fazer-me sorrir. O Bear fica em casa a relembrar-me todos os dias do quão sortuda sou com os meus colegas de trabalho e chefes.

 

 

P.S.: O Escadinhas é finalista no Sapos do Ano na categoria de Saúde. Para votarem, basta ir aqui, inserirem o vosso email e seleccionar 'escadinhas.blogs.sapo.pt". Podem votar com mais de que um email e não se esqueçam de partilharem entre os vossos contactos para que eles também votem. Sem o vosso voto, as DII continuarão a ser desconhecidas por muitos!

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

1 comentário

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Blogs de Portugal

Bloglovin