Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Escadinhas do Quebra Costas

(con)Viver com Doenças Inflamatórias do Inflamatórias do Intestino. Aventuras, desventuras e muita galhofa! Que a rir custa menos e por isso "Sou feliz só por preguiça."

(con)Viver com Doenças Inflamatórias do Inflamatórias do Intestino. Aventuras, desventuras e muita galhofa! Que a rir custa menos e por isso "Sou feliz só por preguiça."

28 de Janeiro, 2019

Gripe vs Constipação: o duelo de titãs em 6 rounds

Vera Gomes

menina-jovem-apanhou-uma-constipação-clipart__k5

 

 

Todos anos acontece o mesmo: constipações que se acham gripes. Têm a mania da realeza, chegam e a malta nem sabe muito bem com o que é que está a lidar a não ser que o corpinho já teve dias melhores. Sendo assim, e para percebermos de uma vez que uma gripe é uma gripe, uma constipação é uma constipação, vamos lá perceber algumas diferenças importantes:

 

 

1) O que as provoca?

Constipações e gripes são ambas virais (causadas por vírus completamente distintos). É um dos motivos que um antibiótico para uma gripe ou uma constipação não faz sentido nenhum! Contudo há infecções bacterianas oportunistas que podem seguir-se a qualquer um dos quadros. Nesses casos, obviamente, o antibiótico poderá ser necessário. 

 

2) Contágio

A transmissão do vírus da gripe é feita através de espirros ou de tosse, em que a pessoa infectada expele partículas. (Nojento, eu sei, mas é o que acontece). Contudo, o contágio também pode ocorrer por contacto directo (como, por exemplo, as mãos tocarem em objetos que tenham ficado contaminados por alguém que esteja infectado - percebem agora a importância de lavar bem as maõzitas e com regularidade?).

Quanto às constipações, a transmissão ocorre, habitualmente, de indivíduo para indivíduo, através do contacto com as secreções respiratórias da pessoa infectada. Para que isso aconteça, basta que esta tussa, espirre ou, até, fale muito perto de alguém. O contacto directo com essas gotículas (através das mãos, por exemplo) também é uma forma de transmissão. (Mais uma vez: lavar bem as mãozinhas e com regularidade!!!)

 

3) Sintomas

Na constipação os sintomas são mais localizados nas vias respiratórias superiores, febre baixa (ou até inexistente), e tosse geralmente com expectoração. Basicamente, aqueles sintomas que ficamos com vozinha anasalada, com a ponta do nariz vermelha de tanto assoar o nariz, e ataques de tosse que por vezes até nos fazem perder uma gotinhas de xixi na cueca. 

Já a gripe a história é outra. Os sintomas são geralmente incluem dores musculares, febre alta, tosse seca e dores de cabeça. Sabem aquela sensação que uns 40 camiões de 18 rodados passou por cima de nós e nos atropelou sem dó nem piedade? Yeap: obrigadinha gripe!

 

4) Tratamento

No caso da gripe, e se não existirem complicações associadas, para aliviar as queixas recomenda-se o repouso em casa, a toma de paracetamol para baixar a febre, o uso de soro fisiológico para diminuir a congestão nasal e beber muitos líquidos (água, sumos, infusões/chá) ao longo do dia. Na persistência dos sintomas de gripe ao fim de uns dias deve recorrer-se ao médico.

No caso da constipação, o paracetamol pode ajudar nos casos de febre e esperar que o corpinho faça o trabalho dele. 

Em ambos os casos, a medicação (e caso não hajam complicações) serve apenas para aliviar sintomas. O ideal é ficar em casa (tipo aqueles conselhos ue a avózinha reocmenda de ficar debaixo dos cobertores) e ao fim de 3 a 4 dias, a coisa começa a melhorar, tanto para a gripe como para a constipação. 

 

5) Quando recorrer ao hospital?
- Em caso de falta de ar.

- Se alguém vos encontrou inconsciente.

- Se há vómitos que não passam nem por nada.

- Se há febre há 3 dias e não está nada de nadinha melhor ou até está pior.

 

6) Vacina 

Já tinha falado aqui no Escadinhas sobre a vacina da gripe e da importância de fazer a vacina anualmente em tempo útil. É certo e sabido que mesmo com a vacina da gripe, há o risco de se contrair gripe. Agora,  as gripes serão mais ligeiras e reduz (e muito) as probabilidades de complicações que possam surgir por um corpo vulnerável por causa de um vírus.


Resumindo:

DifentreGripeConst.png

Fonte : Apifarma

 

 

1 comentário

Comentar post