Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Escadinhas do Quebra Costas

(con)Viver com Doenças Inflamatórias do Inflamatórias do Intestino. Aventuras, desventuras e muita galhofa! Que a rir custa menos e por isso "Sou feliz só por preguiça."

(con)Viver com Doenças Inflamatórias do Inflamatórias do Intestino. Aventuras, desventuras e muita galhofa! Que a rir custa menos e por isso "Sou feliz só por preguiça."

Detox ao cólon: boa ou má ideia?

colon-detoxification.jpg

 

Confesso, em 11 anos de Doença inflamatória do Intestino já perdi a conta às vezes que me disseram para fazer detox e em particular, detox ao colon (aka: hidrocolonterapia ). O que consiste uma hidrocolonterapia ? Bom, basicamente numa lavagem ao cólon. Literalmente enfiar um tubo ou um clister e "lavar" o intestino, tipo limpezas de Primavera que as nossas mães costumam fazer lá em casa. 

Segundo o Pinto Coelho, rei da pseudomecidina em Portugal:

 

A Hidrocolonterapia consiste numa limpeza, purificação e desintoxicação do intestino Grosso. A limpeza é iniciada com água purificada que passa através de um filtro e entra morna dentro do intestino e que vai “descolando” todas as impurezas e desfazendo as fezes de forma a ser tudo eliminado de uma forma muito tranquila e indolor. Após uma limpeza profunda é introduzido o Ozono que, para além de ser um poderosíssimo desinfetante e anular/neutralizar qualquer infeção ou inflamação presente nas paredes do intestino, elimina alguns micro-organismos prejudiciais à saúde do intestino. O Ozono é também um excelente regenerador celular e estimulante do seu sistema imunitário.

 

Ora, se quiserem saber mais sobre ozonoterapia, sugiro que leiam o artigo sobre o assunto no Scimed. Sim, porque no site da "clinica" do rei português não só lavam o intestino grosso como ainda lhe metem ozono cu acima (só para que fique claro, ozono pode danificar tecidos mucosos e respiratórios em animais, e também tecidos nas plantas, acima de concentrações de cerca de 0,1 ppm. Isto torna o ozono um gás com alto risco respiratório e um poluente caso esteja próximo do nível do solo).

 

Bom, voltando à lavagem do intestino. Gostaria de começar por dizer que só quem não fez uma colonoscopia acha que um tubo enfiado tripa acima para lavar, limpar, ver ou seja lá o que for é isento de dor. Meus amigos, já fiz duas colonoscopias totais acordada e perdi a conta às colonoscopias parciais. Numa desmaiei com a dor. As restantes, e por muito resistente à dor que seja, não lhes chamaria indolores. Além disso, em algumas das vezes foi necessário usar àgua para se ver melhor a parede do intestino e asseguro-vos duas coisas: 1) não é de todo agradavel; 2) não vi placa nenhuma de lixo agarrada à parede do intestino a não ser cocó por preparação mal feita. 

 

A crença neste "tratamento" começou com o trupe "a morte começa no cólon", que tem mais de 4 milhões de acessos ao Google. É uma ideia iniciada pelo Bernard Jensen, quiroprático e impulsionador da ampla gama de pseudociência, incluindo hidroterapia, jejum, reflexologia, cromoterapia, polaridade, equilíbrio glandular, homeopatia, herbologia, acupuntura, craniopatia e personologia. Diria que é caso para bingo!

 

O princípio básico da desintoxicação do colon é que o colon tem anos de "toxinas" acumuladas que são a causa de todas as doenças; a cura para todas as doenças, então, é limpar todas as “toxinas” do corpo. É sempre tudo tão fácil no mundo da tretologia: tome isto ou faça isto e tchan tchan: está curado! Desconfiem sempre que vos apresentarem soluções simples para resolver problemas complexos!

 

Bom, vamos lá a factos. O sistema digestivo está povoado por milhões de bactérias que, em parte, precisamos para fazer a digestão. Um enema ou um laxativo não faz uma limpeza cirúrgica, de levar o mau e deixar o bom: simplesmente... leva tudo! E as bactérias e o ecossistema que temos dentro de nós é necessário!

 

Além disso, hidrocolonterapia, limpeza do cólon ou lá como queiram chamar traz riscos:

 

1) A limpeza do cólon pode causar efeitos colaterais. Não há dados sobre os benefícios potenciais ou riscos de qualquer método de limpeza. Esta limpeza pode colocar uma pessoa em risco de desidratação e criar desequilíbrios eletrolíticos maciços que podem ter um efeito sobre o ritmo cardíaco normal e caimbras nas pernas. Algumas supostas ervas naturais também podem estar relacionadas com danos no fígado. E já sem falar no risco de perfuração do intestino que podem ocorrer neste tipo de procedimento, na maioria das vezes, feito por pessoas sem treino adequado para o fazerem.

 

2) Não há evidências científicas de que a desintoxicação do cólon realmente elimine toxinas do corpo ou contribua para melhorar a saúde.

 

3) A limpeza do cólon não é uma estratégia eficaz para perda de peso. Já tinha falado num outro post que há malta a fazer isto e preparações para colonocospias para perda de peso. Meus amigos, ualquer perda de peso observada é geralmente temporária como resultado da remoção do excesso de água e fezes. Perda de peso real requer a perda permanente de tecido adiposo. 

 

4) Colon limpeza e irrigação do cólon não são seguros para todos. Pessoas com doença renal ou problemas cardíacos, que tentam a limpeza do cólon, podem ter problemas para manter o equilíbrio de fluidos adequado no organismo. E as pessoas com problemas gastrointestinais, como a doença de Crohn ou a colite ulcerosa, precisam evitar a (pseudo) desintoxicação do cólon, porque pode exacerbar os sintomas.

 

5) O efeito da limpeza nas bactérias intestinais é desconhecido. O intestino contém bactérias benéficas e prejudiciais que permanecem em equilíbrio que basicamente nos ajudam a manter saudáveis. De facto, algumas das boas bactérias são críticas na redução dos níveis de bactérias más. Uma desintoxicação completa do cólon nao é selectiva na hora de eliminar as bactérias: simplesmente remove tudo! É possível que a limpeza realmente apoie o crescimento de bactérias más, que na verdade irá deixar a pessoa doente.

  

Fonte: Colon detoxification – myth versus science

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.