Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Escadinhas do Quebra Costas

(con)Viver com Doenças Inflamatórias do Inflamatórias do Intestino. Aventuras, desventuras e muita galhofa! Que a rir custa menos e por isso "Sou feliz só por preguiça."

Escadinhas do Quebra Costas

(con)Viver com Doenças Inflamatórias do Inflamatórias do Intestino. Aventuras, desventuras e muita galhofa! Que a rir custa menos e por isso "Sou feliz só por preguiça."

26 de Fevereiro, 2020

Corona Virus e Doenças Inflamatórias do Intestino: motivos para pânico?

Vera Gomes

arte-corona-virus-vale.jpg

 

 

Antes de começarmos com alarmismos e preocupações sem sentido, é importante saber o básico do básico: como se transmite o vírus e cuidados a ter.

Sinceramente, é exactamente para a gripe e não se vê a imprensa a fazer o "drama, o horror e a tragédia" que estão a fazer nos dias em que correm. A gripe continua a matar muito mais do que o Coronavirus, por exemplo.

 

Então e malta imunossuprimida e com uma doença auto imune como um Crohn e uma Colite Ulcerosa?

Bom... Não há muitos dados, mas pode-se uma analogia com o vírus da gripe, até porque o meio de transmissão é o mesmo. Uma pessoa com uma doença Inflamatória do Intestino têm cerca de 50% de risco de contrair influenza (o vírus da gripe) este risco sobe cerca de 20% se a pessoa estiver a esteróides (vulgo cortisona).

 

No caso das terapias biológicas (os infliximab, adalimuab destas vidas) não há um acréscimo de risco. Este tipo de medicação aumenta o risco sim para infecções bacterianas e fungos, mas nem por isso para vírus. No caso dos imunosupressores mais antigos, como a aziotropina e a mercapturina, tornam os doentes de DII mais susceptíveis a vírus que ficam no corpo, por exemplo HPV, varicela, herpes zóster, etc. 

 

Resumindo e concluindo: é extremamente razoável tomar precauções! As mesmas que tomam para a gripe:

  • Evitar malta a tossir desalmadamente (sobretudo aqueles que bem metem o braço à frente a tapar todos os perdigotos que espalham), lavar bem as mãos com frequência (infográfico explica exactamente o que é lavar bem as mãos);

 

  • Manter uma distância social para evitar malta a mandar perdigotos para cima de nós.

 

  • Lavar as mãozitas com frequência sobretudo antes de comer e depois de estarem com outras pessoas

 

  • Se acabaste de lavar as mãos, não toques nas maçanetas! Abre a porta com o cotovelo ou usa uma toalhita.

 

  • Não partilhar utensílios de cozinha, copos e toalhas (por exemplo ter uma toalha para cada membro da casa!)

 

  • Caso tenham sintomas, usem uma máscara: sempre evitam mandar perdigotos para cima dos outros! 

 

 

 

fonte: Publico; créditos Weimankow

 

Fonte info sobre DII e Corona Virus: Dr. Peter Higgins, gastroenterologista especialista em DII.