Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Escadinhas do Quebra Costas

(con)Viver com Doenças Inflamatórias do Inflamatórias do Intestino. Aventuras, desventuras e muita galhofa! Que a rir custa menos e por isso "Sou feliz só por preguiça."

Escadinhas do Quebra Costas

(con)Viver com Doenças Inflamatórias do Inflamatórias do Intestino. Aventuras, desventuras e muita galhofa! Que a rir custa menos e por isso "Sou feliz só por preguiça."

19 de Fevereiro, 2018

Como sobreviver a uma ressonância magnética?

Vera Gomes

MRI.png

 

Quantos de nós não ouve as palavras "ressonância magnética" e começa a ter calafrios com a idia de estar enfiado numa máquina sem se mexer e com barulhos ensurcedores? 

Pois bem, depois de mais uma cheguei à conclusão que é possível passar meia hora agradavél dentro da máquina. E tenho 3 possíveis opções para partilhar convosco:

 

1) Tecno Party 

Com todos aqueles diferentes ruídos é como se estivessemos numa after party tecno. Manhoso, mas é tecno!É fechar os olhitos e mentalmente bater o pézinho, pegar no botão de emergência e rodá-lo no ar como se fosse um bastão luminoso e mexer o dedo mindinho como se estivesses a dançar sem que ninguém estivesse a ver. 

 

2) Beatbox

A sério! Juro que se tivesse talento para beatbox ou rap nao deixaria escapar a oportunidade de ter um acompanhamento tão eclético. E claro, como os ons e os ritmos vão variando, acho que seria uma excelente oportunidade para desenvolver capacidade de improviso. 

 

3) Dormir

Confesso, eu durmo em qualquer lado. Com aqueles auscultadores enfiados nos ouvidos, a respiração a acalmar, fechar os olhinhos e imaginar a tranquilidade do lar, se demorassem mais 30 segundos a tirarem-me lá de dentro, e já eu teria batido uma bela soneca. 

 

 

Para quem já passou pela experiência, quais as vossas técnicas para sobreviverem a uma ressonância magnética?

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.