Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Como fazer para tornar o desejo de ir à praia uma realidade?

PRAIA PARA TODOS.png

 

Em Portugal, apesar de tudo, existe uma rede de wc’s públicos num grande número de parques públicos (antes que contestem, aviso já que é mais do que existe na Bélgica, que são ZERO). Contudo, nas praias a coisa muda de figura. Wc’s públicos são raros, a não ser os wc’s dos bares de praia, que muitas vezes limitam o seu uso aos seus clientes que consomem nas suas instalações.

 

Ora, obviamente que isto aumenta o número de idas à água para libertar as águas estagnadas no reservatório situado no baixo ventre, também conhecido por “aquecer a água”; “ligar o esquentador”, “mudar a água ao bacalhau” e… fazer xixi! A coisa piora, contudo, quando está em causa o número 2, o super conhecido cocó, ou quando se tem aquela cólica tramada que anuncia desgraça intestinal.

 

 

Parece-me óbvio que, malta que tenha condições médicas que requeiram o uso de WC’s amiúde e/ ou com urgência se limitem nas saídas de casa para levar o corpinho a refrescar-se nas águas salgadas ou de simplesmente ficar a vegetar tipo lagarto ao sol na areia. É por isso que esta vossa amiga, tem algumas dicas para vossemecês aproveitarem o Verão em pleno:

 

  • Lista de praia com instalações sanitárias

É certo que não são muitas. Mas existem praias com instalações sanitárias públicas. A informação é disponibilizada por….. e podem consultar a lista de praias com wc’s e escolher aquela que mais vos agrada. Outra lista que podem consultar, é a das praias com Bandeira Azul. Instalações sanitárias disponíveis faz parte dos critérios de atribuição da classificação.  É uma praia cheia de gente? Provavelmente. Nesta vida não há almoços grátis…

 

  • Não há praia com wc’s a menos de 80kms de vossa casa? Gostam daquelas praias mais desertas e longe da civilização?

Bom… assim é complicado de facto, mas nada é impossível!

Em primeiro lugar levem SEMPRE toalhitas convosco. Acreditem que são as vossas melhores amigas em qualquer situação. Há umas embalagens pequenas, não ocupam muito espaço e dão um jeitaço, seja para limpar mãos, rabo, cara ou tampos de sanitas. Depois: lembram-se daquele momento em que a malta se enrola na toalha para trocar de roupa, bikini ou cuequinha? Essa técnica desenvolvida ao longo de anos será algo que, finalmente, será útil! Porquê? Porque vejamos:

 

1. Peguem no balde de brincar dos putos (mesmo que não tenham crianças, podem comprar um.Todos temos uma criança dentro de nós.). Metam um saco plástico lá dentro. Tenham-no por perto. Quando a vontade aperta, técnica da toalha, cocó no saco plástico (que depois poderão fechar e deitar no caixote do lixo (sim… como o cocó dos animais, ok?) e TCHAN TCHAN!

 

2. Querem algo mais sofisticado? Vejam as opções de “sanitas portáteis” que há para viagens. Já me cruzei em algumas farmácias que as tinham à venda, mas decerto que os grupos de mães no Facebook poderão dar uma ajuda onde as encontrar à venda. Podem também comprar online e chegado o momento: “técnica da toalha” e TCHAN TCHAN!

 

3. Há sempre o bacio dos putos…. Mas confesso que esta opção dá mais nas vistas….

 

4. Coloquem a vossa toalha junto do wc mais próximo da praia. Fica a 40kms da água? Fica. Mas fica a uns segundos da toalha!

 
  • NUNCA NUNCA fazer:

1. Cocó na água: alheiras a boiar não obrigada além de ser nojento, é mau para a qualidade da água onde todos (incluindo vocês) andam a tomar banho. (O mesmo é válido para o xixi)

 

2. Cocó na areia: gostariam de chegar à praia, estender a toalha, sentirem uma merda a picar-vos nas costas e tchan tchan cocó? Não, pois não? Então não o façam para os outros que virão a seguir a vós

 

3. Cocó nas dunas: além de serem áreas protegidas e com ecossistemas mais frágeis: sigam a regra anterior.

 

 

Por isso preparem o vosso saco para a praia com sacos plásticos ou wc’s portáteis ou moedas para os wc’s públicos, além da toalha, protector solar, água, livro e frutinha para debicar. Ficar em casa não é opção e todos temos direito a ver o mar! E juro-vos: tornei-me uma pessoa muito mais criativa desde que me foi diagnosticada a Doença Inflamatória do Intestino!

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Blogs de Portugal

Bloglovin