Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Biológicos? Biossimilares? Afinal, do que se trata?

Biológicosvsbiosimilares.jpg

 

 

Muitas vezes ouve-se falar dos tratamentos biológicos e, facilmente se pensa que são cenas naturais e quiçá mais alternativas, tendo em conta o conceito de "biológico" que circula por esse mundo fora e muitas vezes associado a "agricultura biológica", ausência de quimicos, etc. 

 

Contudo, os biológicos de que se fala para tratametento das Doenças Inflamatórias do Intestino (sendo Crohn e Colite Ulcerosa as mais comuns), nada têm a ver com esse conceito que circula abundanemente. Os biológicos são feitas de proteínas e outras substâncias que existem na natureza - ou seja organismos vivos -  e são produzidos por um

processo biológico e não químico - por exemplo, os biológicos podem ser criados dentro de células vivas. Os biológicos são muito complexos do que outros medicamentos existentes normalmente usadas na DII, como os esteróides, 5ASAs e azatioprina. 

 

Como é que os biológicos funcionam?

Bom, em grosso modo, os biológicos têm como alvo proteínas específicas do corpo que causam inflamação. Uns actuam sobre as chamadas células TNF outros sobre uma determinada parte do sistema imunitário chamadas integrinas (integrins em inglês). 

 

Que biológicos existem?

  • Um dos mais conhecidos é o Infliximab (nome comercial Remicade e com os biosimilares Inflectra e Remsima)
  • Adalimumab (nome comercial Humira e com os biosimilares Cyltezo e Amjevita)
  • Vedolizumab (nome comercial Entyvio)
  • Golimumab (nome comercial Simponi)
  • Natalizumab (nome comercial Tysabri)
  • Ustekinumab (come comercial Stelara) 
  • Certolizumab pegol (come comercial Cimzia)

 

Como são administrados os biológicos?

Os biológicos actuais não podem ser administradas como comprimidos porque o sistema digestivo iria destruir o medicamento.  Ambos infliximab e vedolizumab são administrados por uma infusão no braço. O Adalimumab e o golimumab são administrado por injecção subcutânea (injecção sob a pele), ou na coxa ou no estômago.

 

 Efeitos secundários possíveis?

Como todos os medicamentos, os biológicos também têm efeitos secundários poissíveis. Não significa que ocorram e a lista é considerável. Caso o vosso médico vos proponha esta (e qualquer tipo de medicação), perguntem e discutam com eles os efeitos secundários possíveis, para que também possam estar atentos. Há efeitos secundários transversais aos biológicos, e alguns particulares de cada um deles. 

 

 O que são biossimilares?

Se lhe foi receitado infliximab, pode encontrar o termo "biossimilar".
Todas as drogas quando são descobertas pela primeira vez estão sujeitas a uma patente. Uma patente é um conjunto exclusivo de direitos concedidos ao inventor de um novo produto ou medicamento, que eles para ser a única pessoa ou empresa que faz e vende esse medicamento em particular.


Isto permite que o inventor e o fabricante compensem os enormes custos envolvidos na pesquisa e desenvolvimento de um novo medicamento. As patentes podem durar vinte anos antes de expirarem - após o qual outras empresas farmacêuticas podem fabricar a droga.


O infliximab (Remicade) foi o primeiro fármaco biológico a ser utilizado na DII, e patente expirou em Fevereiro de 2015, o que significa que outras empresas podem agora produzir suas próprias versões da mesma droga. No entanto, drogas biológicas não são como outras drogas "químicas", e são feitas com células vivas, o que significa que o processo que de fabrico é muito mais complicado. Cada fabricante tem sua própria linha de células e processos de fabricação exclusivos - por isso os produtos finais podem nunca ser exactamente idênticos porque são feitos usando células diferentes. Daí o termo biossimilares, que são semelhantes, mas não idênticos aos biológicos originais.


Entretanto, para que um biossimilar obtenha aprovação para ser usado, ele tem que atender padrões para mostrar que é tão seguro e eficaz quanto o medicamento biológico original, e tem a mesma qualidade, embora possa ter pequenas diferenças estruturais.

 

Ao contrário dos medicamentos genéricos, nos quais os ingredientes activos são idênticos à molécula de referência do medicamento, os biossimilares não serão idênticos aos biológicos de referência. Um medicamento genérico, por definição legal, é uma cópia exacta do seu medicamento de referência e deve ter a mesma estrutura química.

 

Ou seja, um produto biossimilar é um produto biológico aprovado com base na demonstração de que é altamente similar a um produto biológico aprovado, conhecido como produto de referência, e não possui diferenças clinicas em termos de segurança e eficácia do produto de referência. Apenas pequenas diferenças nos componentes clinicamente inativos são permitidas em produtos biossimilares.

 

Para terminar deixovos um video de um programa onde explicaram o que são os biológicos. 

 

 

Desse lado, quem faz parte do clube dos biológicos?

 

 

 

2 comentários

Comentar post

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Onde compro livros

Blogs de Portugal

Bloglovin