Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Escadinhas do Quebra Costas

(con)Viver com Doenças Inflamatórias do Inflamatórias do Intestino. Aventuras, desventuras e muita galhofa! Que a rir custa menos e por isso "Sou feliz só por preguiça."

Escadinhas do Quebra Costas

(con)Viver com Doenças Inflamatórias do Inflamatórias do Intestino. Aventuras, desventuras e muita galhofa! Que a rir custa menos e por isso "Sou feliz só por preguiça."

22 de Dezembro, 2005

Considerações sobre o desempenho sexual masculino

Vera Gomes
Uma das necessidades básicas inerentes ao Homem é o sexo. Ao longos dos tempos a percepção sobre este acto inato foi-se alterando e nos dias de hoje quem não faz é “tonho”. O sexo, para além de acto de procriação, é visto hoje também como acto de prazer.

Sem sombra de dúvida que o homem tem um papel preponderante para alcançar o objectivo supremo do acto sexual sem fins de preservação da espécie. Mas desenganem-se aqueles seres masculinos que pensam que são essenciais e indispensáveis, até porque a mulher desenrasca-se sozinha na perfeição. Além disso, obra de avanços científicos e científicos, são de venda generalizada e fáceis de encontrar em qualquer loja de esquina, os famosos Amigos Bzzzzz.

O comportamento do homem durante o acto sexual é digno de estudo sociológico. Existem vários tipos de comportamentos extremamente bizarros. Exemplo disso é o caso do “Gritador”. O “Gritador” é aquele tipo de homem que berra de tal forma que desconcentra a parceira. Aliás, a mulher está desejosa que o homem atinja o orgasmo para acabar com a gritaria. Claro que entretanto, com tanta gritaria obviamente que os vizinhos se aperceberam e estão roídos de inveja a pensar “A vizinha do n.º 5 deve ser mesmo boa”.

Uma variante do “Gritador” é aquele que geme e grita sem no entanto se ter despido. Como é possível que um homem tenha uma reacção semelhante a quando lhe fazem um grande broche com apenas umas beijocas? Como será quando se despirem e passarem aos “finalmentes”? Só com tampões nos ouvidos, não?

Um outro tipo de comportamento típico em muitos homens é sexo prolongado. Não é tântrico, não é normal, é prolongado. Estão ali horas e horas e vira tipo frango no espeto, torna a virar, continua o trabalho de ancas. A mulher tem um orgasmo, tem dois orgasmos e não tem mais porque está ansiosa que o fulano se despache e saia de cima. Tudo na dose certa. Há as “rapidinhas”, as normais e as tântricas. Tudo o resto é pura ficção: não existe e é uma porcaria. Não é por estarem horas a fio a “baterem no ceguinho” que a mulher terá mais prazer.

O “Caladinho” é o tipo de homem que independentemente do que lhe façam permanece calado como um rato. Não há sombra de expressão quer verbal quer gestual que permite à mulher perceber se o indivíduo está a ter prazer, se está a gostar ou a detestar. O mínimo de expressão é necessária porque servem como uma espécie de sinalização indicando o caminho que a mulher deve seguir. Sr.s Homens, acreditem que nós mulheres não somos bruxas para adivinhar!

Um outro tipo, e por último porque não posso enunciar todos os géneros de uma só vez, é o “Apressado”. Hellooooo!!! DAAAAAAAHH! Nós mulheres também queremos “gozar”! Sexo não é só para o homem atingir o sétimo céu e a mulher ficar a chuchar no dedo! Sexo é para os dois terem prazer. Sexo é uma relação a dois (no mínimo): é a mais bela valsa do mundo dançada em uníssono por dois corpos.

10 comentários

Comentar post