Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Escadinhas do Quebra Costas

(con)Viver com Doenças Inflamatórias do Inflamatórias do Intestino. Aventuras, desventuras e muita galhofa! Que a rir custa menos e por isso "Sou feliz só por preguiça."

Escadinhas do Quebra Costas

(con)Viver com Doenças Inflamatórias do Inflamatórias do Intestino. Aventuras, desventuras e muita galhofa! Que a rir custa menos e por isso "Sou feliz só por preguiça."

21 de Fevereiro, 2006

Porque hoje já é Terça

Vera Gomes
Porque hoje já é terça e não segunda e porque hoje é terça e não é quinta ou sexta, creio ser uma boa altura para partilhar com os (poucos) leitores acerca da minha preocupação acerca dos ferrenhos adeptos de Tirar Macacos do Nariz.
É notável a quantidade de praticantes desta modalidade existentes me Portugal. Creio mesmo que se pode afirmar que existem mais profissionais do Tira o Macaco do Nariz, ou na versão ladies, Fazer Limpeza ao Nariz, do que profissional de Levanta o Copo e Atira a Casca do Tremoço.
É vê-los em plena competição na fila da 2ª Circular, na fila para estacionar, na fila do supermercado. Mais do que uma competição ferrenha sobre a capacidade da unhaca em extrair aquele pedaço langonhento e consistente de caca do nariz, trata-se de um verdadeiro orgulho nacional, tirar os dejectos nasais, inpeccioná-los para depois, com uma verdadeira técnica holística, retirá-los da unhaca num ápice fazendo com que voem até ao transeunte mais próximo. Há também a técnica de os colar na cadeira.
Existem também algumas variantes deste desporto nacional, nomeadamente, a Arte de Tirar Cera dos Ouvidos com a ponta da unhaca e construir autênticas bolas de sebo prontas a encerar qualquer chão necessitado de protecção.
O impacto económico que estas actividades têm na economia portuguesa é digno de registo. Por exemplo: não se utilizam tantos lenços Renova, portanto, não damos tanto dinheiro aos espanhóis; não se usam tantos cotonetes, esse artefacto prejudicial à saúde, logo não se entope as urgências hospitalares com casos de entupimento sebáceo, logo, maior moral nas tropas, maior produtividade. Ouve-se melhor, melhor confusões, menos intervenções policiais, menos stress.

2 comentários

Comentar post