Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Escadinhas do Quebra Costas

(con)Viver com Doenças Inflamatórias do Inflamatórias do Intestino. Aventuras, desventuras e muita galhofa! Que a rir custa menos e por isso "Sou feliz só por preguiça."

(con)Viver com Doenças Inflamatórias do Inflamatórias do Intestino. Aventuras, desventuras e muita galhofa! Que a rir custa menos e por isso "Sou feliz só por preguiça."

26 de Junho, 2007

Mais uma vez: análises...

Vera Gomes
Ora hoje de manhã lá me dirigi com três frasquinhos cujo conteudo é melhor não revelar até ao habitual laboratório de análises ali perto da Av.ª 5 de Outubro. Chegada lá, mal humorada por estar em jejum, retirei a minha senha de vez, que humildemente mostrava o numero 22 impresso no papel pálido. Olhei para o ecrã: ia no número 13. Pensei para comigo "pode ser que não demore muito".

Sentei-me enquanto me distraia a folhear mais um jornal diário gratuito, atendi o telemovel, apreciei os restantes utentes do estabelecimento, ri-me de mim para mim, olhei para a porta e cheguei a uma conclusão: as grávidas lisboetas lembraram-se hoje de fazer análises!

Ora, era vê-las a chegar e a ir e eu continuava singelamente ali sentada. Até que finalmente, o ecrã gritou e brilhou o numero 22. Levantei-me e aproximei-me do balcão para dizer ao que ia.

Reparei que a menina ruiva que habitualmente atendia não estava presente. Como da ultima vez que lá fui ela estava grávida ebem grávida, até julguei que já estivesses de licença de maternidade uma vez que agora está na moda ter filhos. Lá entreguei as requisições à Sr.ª Com Idade para Ser Minha Mãe eela lentamente começou a introduzir no sistema, até que, se recosta na cadeira e com ar muito sério informa-me que uma das análises ao sangue não era comparticipada e que teria de pagar 60€. Ora bem, como explicar: estas noticias não se dão assim principalmente quando não se tem nada no estomago! Inspirei, expirei (a terapia deu mesmo jeito para estas coisas) e respondi que fazia as análises pelo seguro de saude.

Entretanto, enquanto ela tentava não me cobrar duas vezes o mesmo e inserir tudo certinho no programa informático, pedi para me remeter as análises pelo correio. A Sr.ª lá pergunta onde moro. Respondo Lisboa. Ede imediato me diz: "não mandamos os resultados para Lisboa. Terá de vir levantar."

Aí lembrei-me do sorriso damenina ruiva, da simpatia e respondi: mas eu recebo sempre em casa. Entretanto lá vi o mini-mini-aviso que enviam por email. Pensei: "Sim senhor! Isto é que é olho paraa coisa: reduzem os portes de correio, os gastos com papel e eu nunca perco as análises".

Entretanto, reparo que a colheita de sangue já ia na senha 25. E que eu ainda estava à espera que a Sr.ª se desencavilhasse com o registo das análises para pagamento.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.