Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Escadinhas do Quebra Costas

(con)Viver com Doenças Inflamatórias do Inflamatórias do Intestino. Aventuras, desventuras e muita galhofa! Que a rir custa menos e por isso "Sou feliz só por preguiça."

(con)Viver com Doenças Inflamatórias do Inflamatórias do Intestino. Aventuras, desventuras e muita galhofa! Que a rir custa menos e por isso "Sou feliz só por preguiça."

4 Dicas para Milão

IMG_9612.JPG

 

Quem vai segundo o Escadinhas no Facebook ou Instagram percebeu que nos últimos dias andei por Milão, pela primeira vez na minha vidinha! E devo confessar que adorei a cidade e adorei perder-me. Só tinha um dia e meio em Milão porque depois iria a Laveno, e sou sincera: com tantas viagens este ano (profissionais e pessoais) só me apeteceu render-me ao Dolce Fare Niente e perder-me!

Contudo, aprendi algumas lições valiosas que quero partilhar com quem está a planear ir pela primeira vez a Milão:

 

 

1) Hotéis

Os hoteis em Milão são caros pr'a caralho xuxu! Como à nossa conta só tinhamos uma noite e como eu, com as minhas maleitas, preciso de descansar depois de um dia a vaguear pela cidade para depois conseguir jantar, era importante ficarmos num hotel mais próximo do centro. E meus amigos, acho que assim tão caro só Paris! Depois lá consegui arranjar um com preços mais aceitaveis (mas ainda assim carote) perto da Estação Central de Milão que se evelou ser uma excelente escolha. Com metro e comboios conseguia facilmente chegar a qualquer ponto da cidade e se a tripa ou as articulações fizessem das suas, rapidamente conseguia voltar para o hotel. (Chama-se Hotel Smart, já agora). Por isso, o meu conselho é: marquem com antecedência e procurem em vários sites para conseguirem um hotel com preços mais simpáticos. 

 

2) Duomo

Muito importante: comprem a merda dos bilhetes online! Sério! Evitam que fiquem 1h para comprar bilhetes + 1h para subir ao elevador. Por isso se quiserem reduzir o tempo de espera comprem o fast track para os elevadores. Se quiserem poupar uns trocos, subam pelas escadas. Se quando estiveram lá no topo, desçam as escadas directamente para a Catedral. Desta form evitam mais uma fila para entrar e visitar a catedral. Ah! e por isso mesmo, comecem a visita por subir aos terraços e só depois visitar o interior. Poupam tempo! Muuuuuito tempo! E sim, vale a pena subir aos terraços e sim vale mesmo MUITO a pena visitar o interior da Catedral.

 

 

 

3) Cemitério Monumental

Confesso: não gosto de cemitérios. Contudo, depois de uma dica de uma amiga, fui visitar o Cemitério Monumental. E meus amigos, aquilo é muito mais do que um cemitério: é um Museu ao ar livre! Dá para passar lá horas a vaguear e a ver diferentes estilos arquitectónicos e estátuas e diferentes períodos da história de Milão. Por isso, metam-se no metro (que para lá em frente) e visitem o Cemitério Monumental. Não se irão arrepender!

 

 

 

4) Compras

Fui eu toda afiambrada para fazer umas compritas e renovar o roupeiro (sobretudo agora que as coxas e a anca alargaram um bocado) mas rapidamente percebi que tinha deixado a carteira dos trocos em casa. É certo que não vi a cidade toda (seria impossível em dia e meio), mas porra!, daquilo que vi os preços são absurdos. Certamente que a Bershka e Zara e Mangos desta vida são muito populares por aquelas bandas, porque comparadas com as marcas locais, são autênticas pechinchas!

 

Resumindo e conlcuindo, recomendo vivamente Milão! Adorei andar perdida pelas ruas, o ambiente, as pessoas. Uma cidade que não me importo (nada) de voltar! Desse lado, quem já foi a Milão? Deixem dicas para o caso de eu lá voltar novamente! :P

 

 

1 comentário

Comentar post