Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Super Coach do Cocó

(con)Viver com Doenças Inflamatórias do Inflamatórias do Intestino. Aventuras, desventuras e muita galhofa! Que a rir custa menos e por isso "Sou feliz só por preguiça." (ex-Escadinhas do Quebra Costas)

Super Coach do Cocó

(con)Viver com Doenças Inflamatórias do Inflamatórias do Intestino. Aventuras, desventuras e muita galhofa! Que a rir custa menos e por isso "Sou feliz só por preguiça." (ex-Escadinhas do Quebra Costas)

23 de Agosto, 2020

Super Coach do Cocó: a cagar muito mais do que opiniões!

Vera Gomes

Senhor, conceda-me a serenidade para aceitar a dia

 

Dizem que esta coisa do coronavirus é uma oportunidade de tornar o mundo um lugar melhor, de reconstruir uma sociedade melhor e para mim, chegou o momento de fechar um capítulo. Não, não vou fechar a tasca, mas decidi renomear as Escadinhas do Quebra Costas como Super Coach do Cocó.

 

Há já 7 anos que não moro nas Escadinhas do Quebra Costas, e nos último 4 anos tanto o blog como as redes sociais associadas têm estado viradas mais para as Doenças Inflamatórias do Intestino e a causa associada que defendo e pela qual luto diariamente.

 

Por isso, não estranhem se nos próximos dias chegarem aqui às Escadinhas e as virem de roupagem nova, nome novo também (se calhar deviamos fazer uma cerimónia daquelas que se tira um pano e se vê a placa com um nome novo). Entretanto, poderão a acompanhar-me no Facebook e no Instagram, onde, verdade seja dita, tenho sido mais activa do que aqui no blog.

18 de Agosto, 2020

As bolachas que TODA a gente gosta

Vera Gomes

IMG_20200818_102419.jpg

Depois de vários pedidos e para facilitar a vida a toda a gente, aqui fica a receita das maravilhosas bolachas de aveia e maçã, que claramente não faço as vezes suficiente ao longo do ano.

 

Na verdade, há quatro anos que as faço. Com a diferença que, por causa das restrições que fui tendo (sortesia de uma doença activa e a chatear), desta vez foi a primeira vez que fiz a receita sem qualquer tipo de substituição. Por isso, aqui vai a receita original!

 

Ingredientes:

  • 1 chávena (125 gramas) de farinha multiusos
  • 1 colher de chá de canela em pó
  • 1/4 colher de chá de noz-moscada moída
  • 1/2 colher de chá de bicarbonato de sódio
  • 1/4 colher de chá de sal
  • 1/2 chávena (115 gramas) de manteiga sem sal, amolecida
  • 1/2 chávena (100 gramas) de açúcar mascavo claro
  • 1/4 chávena (50 gramas) de açúcar granulado
  • 1 ovo grande
  • 1 colher de chá de extrato de baunilha
  • 1 e 3/4 chávena (175 gramas) de aveia em flocos
  • 1 maçã média (120 gramas) descascada, sem caroço e cortada em pedaços pequenos

 

Nota: apesar desta ser a lista da receita original, eu uso apenas metade (no máximo) da dose de açucar. Ainda assim, ficam doces, pelo que, dependendo do gosto de cada um, poderão reduzir ainda mais o açucar. Notem que a própria maçã poderá ser mais ou menos doce e convém ter isso em atenção.

IMG_20200817_191613.jpg

Modo preparação

  • Numa tigela grande, misture a farinha, a canela, a noz-moscada, o bicarbonato de sódio e o sal. Deixe de lado.
  • Bata a manteiga, o açúcar mascavo e o açúcar granulado até ficar homogéneo. Adicione o ovo e a baunilha, mexendo bem após cada ingrediente.
  • Adicione lentamente os ingredientes secos aos ingredientes húmidos e misture até incorporar. Junte a aveia e a maçã picada até incorporar totalmente.
  • Cubra e ponha a massa no frigorífico por pelo menos 30 minutos (isto vais ajudar a moldar a massa sem que ela se cole a tudo)
  •  Pré-aqueça o forno a 190 graus Celsius. Forre o tabuleiro com papel vegetal ou um tapete siléptico (daqueles fixes de ir ao forno, lavar e reutilizar).
  •  Retire a massa do frigorífico. Com duas colheres de sopa, faça bolinhas (como se faz para os bolinhos de bacalhau), coloque no tabuleiro e achate.
  • Vai ao forno por 12-15 minutos. Convém ir dando um olhinho para ter a certeza que não queimam.

 

IMG_20200817_191703.jpg

 

  • Retire do forno e deixe arrefecer no tabuleiro cerca de 5 minutos. Depois, transfira para um recipiente. Eu coloco em caixas tipo tupperware, com papel de cozinha. Só fecho a tampa depois de estarem completamente frias.

 

IMG_20200817_192309.jpg

06 de Agosto, 2020

Como falar de um tabu maior que o sexo?

Vera Gomes

IMG_20200805_165535.jpg

 

E pronto: já saiu!!! O podcast Bela Questão desafiou-me para uma conversa sem filtros e eu não sou mulher de virar costas perante um desafio! Por isso, estendam a toalha na praia, metam uns auscultadores e aproveitem quase uma hora de verdades, risadas e... o resto não se pode saber!

Se estão a trabalhar, ouçam nas viagens para o emprego e/ou regresso a casa ou na hora de almoço. Prometo que não se irão arrepender!

Podem ouvir o episódio aqui!

Para (re)verem a TEDx (em inglês mas com legendas em português) aqui

 

 

03 de Agosto, 2020

Que novas valências ganharam em 2020?

Vera Gomes

f2886372cb363a0882a576b79ce497bb.jpg

 

Confesso: há mais de 6 meses que não tenho tido muito tempo, vontade, motivação para escrever no Blog. Nem sei quando voltarei a ter aquela faísca que me faz debitar palavras e construir frases umas atrás das outras. Poderia culpar o trabalho,  a pandemia... mas não. Sou mesmo eu, que desde a morte do meu pai, tenho estado mais fragilizada e fechada na minha conchinha. A pandemia foi só um extra, mas para ser sincera, não notei que me tivesse tido um grande peso na minha disponibilidade mental.

 

Tenho trabalhado (bué!), aproveitei para fazer algumas coisas que queria há muito fazer mas nunca encontrava tempo (coisas para mim e não para os outros) e claro, nos últimos meses tenho estado a lidar com a minha saúde mental e a minha saúde física (a colite voltou a dar um ar da sua graça, em todo o seu esplendor, pelo que estar a trabalhar em casa até dá jeito).

 

2020 será o ano que ficará nos livros de História por razões óbvias. 2020 para mim, ficará na memória como o ano que, mais do que nunca, me desafiou a adaptar-me, reinventar-me e sobretudo, o ano que geminou novos projectos e ideias. Resta agora saber quando será possível que alguns deles vejam a luz do dia!