Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Escadinhas do Quebra Costas

(con)Viver com Doenças Inflamatórias do Inflamatórias do Intestino. Aventuras, desventuras e muita galhofa! Que a rir custa menos e por isso "Sou feliz só por preguiça."

(con)Viver com Doenças Inflamatórias do Inflamatórias do Intestino. Aventuras, desventuras e muita galhofa! Que a rir custa menos e por isso "Sou feliz só por preguiça."

“Há frases neste livro que a gente não lê em mais livro nenhum.”

publico P3.PNG

Para ler na integra no Público P3

 

 

P.S.: O Escadinhas é finalista no Sapos do Ano na categoria de Saúde. Para votarem, basta ir aqui, inserirem o vosso email e seleccionar 'escadinhas.blogs.sapo.pt". Podem votar com mais de que um email e não se esqueçam de partilharem entre os vossos contactos para que eles também votem. Sem o vosso voto, as DII continuarão a ser desconhecidas por muitos!

 

 

 

Sem o vosso voto, as DII continuarão invisiveis aos olhos de muitos!

voto.PNG

 

 

“Em 2016, durante uma estadia no Hospital cortesia de uma Doença inflamatória do Intestino (Colite Ulcerosa), decidi que a doença que me acompanha há mais de 11 anos, não poderia ser só coisas más. A doença teria de ter um propósito e servir um bem maior do que eu enquanto pessoa.

Foi assim que o Escadinhas do Quebra Costas, que começou por ser um blog de parvoíces e reflexões pessoais, se transformou num blog de uma activista empenhada em melhorar as condições para os mais de 20 mil portadores de uma Doença Inflamatória do Intestino (Crohn e Colite Ulcerosa, na sua maioria). Desmistificar, informar e sensibilizar para estas doenças, com informação credível e factual, passou a ser uma prioridade do Escadinhas do Quebra Costas. Enquanto, claro, se mostra que com alguma adaptação (e porque sou muito mais do que a doença) é possível viajar, ler, cozinhar e usufruir da vida.

2018 tem sido um ano em grande, cheio de novidades: uma petição lançada em Janeiro e que aguarda discussão na Assembleia da República; reportagens e notícias que deu um rosto às Doenças Inflamatórias do Intestino; reuniões com políticos; um livro (uma espécie de manual de sobrevivência) que lancei em Setembro, que se chama "conviver com as Doenças Inflamatórias do Intestino". Tudo isto pode ser acompanhado no Escadinhas do Quebra Costas, onde todos se tratam por tu e são uma grande vizinhança.

Porque devem votar no Escadinhas? Porque votar no Escadinhas não é dar voz a mim. É dar voz a mais de 20 mil doentes em Portugal; é ajudar na desmistificação destas doenças; é informar e sensibilizar a sociedade; e sobretudo inspirar outros portadores a adaptarem-se e a viverem a vida em pleno!”

Para votar, basta irem à página do Sapos do Ano, e escolherem 'escadinhas.blogs.sapo.pt' na categoria saúde

5 livros para oferecer no Natal

812b043c144dd640358d18f13405b1b6.jpg

 

O Natal aproxima-se (ao que consta falta um mês e qualquer coisa) e já anda tudo doido a pensar "Que raio foi oferecer?". Pois bem, não desesperem! Livros é sempre uma boa opção, apoiam a cultura, ajudam alguém a aprender umas coisas, e se procurarem um bocadinho apanham umas promoções e descontos online que vêm sempre a calhar. Obviamente que por isso é que escrevo este post tão longe da data: é para terem tempo de procurar e encontrar os melhores preços. 

Sendo assim, deixo-vos 5 sugestões:

 

 

7 questões sobre Gravidez e Doença Inflamatória do Intestino

gravida-50.jpg

 

 

Confesso que nunca senti o meu relógio biológico a dar horas para ser mãe. Mas o dia em que o médico me disse "nem pensar engravidar" senti-me revoltada. Senti-me revoltada porque deixei de ter escolha e algo foi-me imposto. Quem nunca se sentiu assim?

 

Mas são as doenças Inflamatórias do Intestino (DII) impeditivas de uma gravidez? Na verdade não. Convém ser uma gravidez planeada, de preferência em período de remissão (que não era de todo o meu caso). Contudo, por vezes a malta é apanhada de surpresa: calma! Não é caso para desatarem a gritar tipo baratas tontas (a não ser que seja de felicidade). Mas é caso para marcarem consulta e falarem com o vosso gastro, o obstreta e conversarem sobre o que aí virá. 

 

Tentarei aqui responder às perguntas mais usuais sobre DII e gradivez:

 

1) Tenho que deixar a medicação?

 

 

Pág. 1/2