Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Escadinhas do Quebra Costas

(con)Viver com Doenças Inflamatórias do Inflamatórias do Intestino. Aventuras, desventuras e muita galhofa! Que a rir custa menos e por isso "Sou feliz só por preguiça."

Escadinhas do Quebra Costas

(con)Viver com Doenças Inflamatórias do Inflamatórias do Intestino. Aventuras, desventuras e muita galhofa! Que a rir custa menos e por isso "Sou feliz só por preguiça."

09 de Abril, 2018

Em menos de 24h, os desafios que já superei!

Vera Gomes

E-se.jpg

 

Para quem segue o blog no Facebook, não é novidade que ando com um braço ao peito, cortesia de um evento que nem sei o que lhe chamar. Simplesmente ia a vestir um casaco e um tendão que vai do ombro para o braço, caput. Assim: um ar que se lhe deu! Enão mexi mais o braço. 

 

Depois de uma aventura no hospital e uma gigantesca confusão entre quererem dar-me medicação e eu a gritar que não a podia tomar, lá chegamos a um consenso. Não foi um muito espectacular, mas foi o que se arranjou. Durante os próximos dias terei que andar de braço ao peito, em repouso, e ver se a coisa melhora. Senão... senão outras decisõe sse avizinham e para ser sincera, a ideia de ter que as tomar, não me agrada muito.

 

Hoje por isso o primeiro dia em que passei com um braço fora do campo. E meus amigos, é uma experiência que aconselho vivamente a tentarem: fazer tudo apenas com uma mão! É bom sairmos da nossas zona de conforto e darmos valor a pequenas coisas, como ter dois braços úteis! E se há coisa que aprendi em menos de 24h, é que adoro os meus dois bracinhos funcionais! Senão vejamos os desafios: