Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Escadinhas do Quebra Costas

(con)Viver com Doenças Inflamatórias do Inflamatórias do Intestino. Aventuras, desventuras e muita galhofa! Que a rir custa menos e por isso "Sou feliz só por preguiça."

Escadinhas do Quebra Costas

(con)Viver com Doenças Inflamatórias do Inflamatórias do Intestino. Aventuras, desventuras e muita galhofa! Que a rir custa menos e por isso "Sou feliz só por preguiça."

17 de Agosto, 2017

7 conclusões depois de ter começado a aprender uma nova língua

Vera Gomes

IMG_20170808_083223.jpg

 

Num tipo de loucura induzido pelas hormonas do amor, lá em casa decidimos aprender a língua nativa de cada um: eu neerlandês, ele português. É por isso que durante três semanas em Agosto, tenho 4h15 diárias de neerlandês. Das 8h30 as 12h45. 3 semanas. Na verdade comecei a ter aulas em Outubro do ano passado, 1 vez por semana. Sinceramente, não resulta. Duas horas por semana para aprender uma língua nova é treta, acrescido que não me conseguia entender com o método de ensino da professora. Resolvi mudar. Fiz um teste de nível, colocaram-me no nível A2 e 'bora lá fazer um curso intensivo no Verão para ver se a coisa descola. 
Cheguei a algumas conclusões que partilho:
 
1) Português tem vários sons. Ajuda a aprender mas depende verdadeiramente de que língua se quer aprender. Neerlandês tem ainda mais sons que duvido alguma vez vir a ser capaz de os pronunciar propriamente. 
 
2) Ao fim de muitas horas de aprendizagem, já não tenho a sensação que quando falam neerlandês estão a rasgar