Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Escadinhas do Quebra Costas

(con)Viver com Doenças Inflamatórias do Inflamatórias do Intestino. Aventuras, desventuras e muita galhofa! Que a rir custa menos e por isso "Sou feliz só por preguiça."

Escadinhas do Quebra Costas

(con)Viver com Doenças Inflamatórias do Inflamatórias do Intestino. Aventuras, desventuras e muita galhofa! Que a rir custa menos e por isso "Sou feliz só por preguiça."

19 de Junho, 2017

Estás longe e queres ajudar? Entao este post é para ti!

Vera Gomes

 

Capture.JPG

 

Por espontânea vontade de Sérgio, Tiago e de quem quer urgentemente ajudar os afectados pelos incêndios na área de Pedrógão Grande foi criada uma campanha que visa apoiar directamente as famílias. É mais uma forma de contribuir para aliviar as vítimas desta tragédia.

 

Foi a própria plataforma, PPL - Crowdfunding Portugal, que se disponibilizou de imediato a aprovar a campanha em tempo record, acabou de aumentar o tecto para as doações.

 

Podem aceder à campanha de recolha de fundos aqui: https://ppl.com.pt/pt/causas/ajuda-pedrogao


Os fundos serão distribuídos assim que seja possível visitar a região afectada, em segurança, e sem colocar em causa o trabalho dos nossos operacionais, heróis, que continuam no terreno a combater o incêndio.


Eu já contribui e divulguei. Agora é convosco!

 
19 de Junho, 2017

O meu País está a arder....

Vera Gomes

 

Ontem acordei e como habutualmente fui dar uma vista de olhos pelas notícias. Li sobre o fogo de Pedrogão Grande e entrei em choque. Ao longo do dia ia tentanto ler e saber mais e continuo com a mesma atitude de incredulidade com que recebi a primeira notícia. 19, 24, 57, 62... fui vendo o número de vítimas a subir e continuo sem conseguir acreditar nas histórias das vítimas. Crianças, adultos, idosos.... O meu País está a arder, a matar pessoas, animais, bens sem discriminar. E eu sinto-me completamente impotente. Imagino o sofrimento dos que ficaram, o esforço dos que tentam apagar o fogo e a coragem dos que agora "limpam" o que o fogo deixou para trás.

 

Ontem recebi mensagens de amigos estrangeiros que viram as notícias e ficaram preocupados. Hoje o meu chefe passou pelo meu gabinete. Portugal, Europa, o Mundo estão em choque e solidários com Pedrogão Grande e todas as outras vilas e aldeias tomadas pelo fogo.

 

Muitos treinadores de bancada saltaram a mandar bitaites sobre o que se devia ou não ter feito, sobre os culpados ou incompetentes, sobre as cabeças que têm ou não que rolar. Meus amigos, já morreu gente que chegue. Antes de começarem a apontar dedos e a pedir sangue, e como diria Marquês do Pombal, agora é cuidar dos feridos e dos vivos. Arranjar-lhes um tecto, roupa, comida, medicamentos. Devolverem-me uma vida condigna. Depois sim, é tempo de arregaçar mangas e impedir que este tipo de tragédia torne a acontecer. ë arregaçar mangas e limpar as matas antes do tempo quente.

 

Depois de casa roubada... trancas a porta! Nunca na minha vida este provérbio fez tanto sentido. Por isso tenho a certeza que no final do Verão as trancas serão colocadas.Ou pelo menos assim espero....