Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Escadinhas do Quebra Costas

(con)Viver com Doenças Inflamatórias do Inflamatórias do Intestino. Aventuras, desventuras e muita galhofa! Que a rir custa menos e por isso "Sou feliz só por preguiça."

(con)Viver com Doenças Inflamatórias do Inflamatórias do Intestino. Aventuras, desventuras e muita galhofa! Que a rir custa menos e por isso "Sou feliz só por preguiça."

Dos Impérios

OP9MCtdDGs0.jpg

Nenhum império sobrevive à emoção. Criam-se fronteiras, mas são artifícios, linhas inventadas que podem impedir a livre circulação de bens e pessoas, mas não impedem que as emoções as rompam. (...) Para compreender o império, devemos olhar para um homem qualquer que passe na rua. E veremos que, por mais racional, por mais fronteiras que ele coloque para agir correctamente, mais tarde ou mais cedo sucumbirá à emoção. Se um homem tiver fome, o seu estômago tomará o poder. Nenhuma cabeça, nenhuma ordem será capaz de contrariar a barriga vazia. O império vai ruir. 

 

in O Pintor Debaixo do Lava Loiça, de Afonso Cruz

Somos mais de 5 milhões

2f45cf61cd17df36271ae734a7c25431.jpg

 

São 9 anos e meio, sem as cenas sensuais do filme, mas com o que eu prefiro acreditar, serem muitas histórias cómicas para contar.  Viver com uma Doença inflamatória do Intestino nem sempre é fácil. Tudo pode parecer estar bem, mas lá por dentro é um turbilhão. Com mais ou menos drogas, o tempo vai passando e o habituamo-nos a um novo normal, que de normal não tem nada. Habituamo-nos a esconder o que de facto sentimos para que não nos julguem "queixinhas" ou porque simplesmente pessoas (a)normais não acreditam no que sentimos, passamos ou sofremos.

 

Amanhã há gente a falar sobre as DII. Porque é preciso desmistificar, esclarecer e ajudar.

 

Hoje é o Dia Mundial das Doenças Inflamatórias do Intestino. Eu tenho recto-colite ulcerativa hemorrágica, quiçá Chron (que aqui a je não faz a coisa por menos). Vocês, que também sofrem do CU, acusem-se! Sem medos! Sem constrangimentos! Sem amarras!

Planos para o fim de semana?

cartaz.jpg

 

Todas as perguntas que possam ter (e mais algumas que nem sequer sonham que as têm) serão respondidas no próximo Sábado.

 

Graças a um grupo de pessoas altruístas, médicos, doentes, familiares de doentes, reuniem-se para falar abertamente sobre o que são Doenças Inflamatórias do Intestino. Algo que não acontece com a frequência desejável, mas que é um começo para que se fale mais sobre estas doenças; para que se quebrem tabus e estigmas; para ajudar quem não compreende e quem sofre no cuzinho. 

 

Inscrições aqui. Quem faltas é um ovo podre!

Cheguem-se à frente!

 

Não faço ideia quem seja a With Company, mas se me perguntam como é viver com Colite Ulcerosa, respondo sem perguntar.

 

A With Company está a realizar um estudo sobre doenças inflamatórias (Artrite Reumatóide, Espondilite Anquilosante, Artrite Psoriática, Colite Ulcerosa e Doença de Crohn).
Quem tiver interesse em responder é só entrar aqui.

Quem faz o que pode, a mais não é obrigado!

18198433_1445060422221952_34328770223600572_n.jpg

 

O Humor pode ser, então, uma estratégia para reagir ao sofrimento. Uma espécie de mau perder que leva o humorista, não a adaptar-se ao mundo, mas a afeiçoa-lo a si - mesmo que, para isso, tenha que dobrá-lo, torcê-lo, virá-lo do avesso. Essa acção opera sobre as coisas uma mudança que, embora extraordinariamente radical, é apenas aparente - e, portanto, inútil. É uma atitude de valor equivalente à da criança que, depois de levar uma palmada, diz, de lárgimas nos olhos: "Não me doeu". 

in A Doença, o Sofrimento e a Morte entram num bar, de Ricardo Araújo Pereira

 

Esta é a minha forma de reagir. Tal e qual nas palavras do Ricardo Araújo Pereira. O humor com que conto o que se vai passando é simplesmente a minha forma de me enganar a mim própria. De tornar o sofrimento mais ligeiro e recusar admitir a derrota. Todas reagimos de forma diferente, mas quem tem uma doença para o resto da vida como o Chron ou uma Colite, sabe que o dia-a-dia é feito de negação: negar que temos que parar; negar que estamos num esforço atroz; negar que a nossa vida é comandada por uma doença e não pela nossa vontade. 

 

Maio é o mês de consciencialização das Doenças Inflamatórias do Intestino. Negar que existem ou negar em falar dalas é pura estupidez. 

Pág. 1/2