Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Escadinhas do Quebra Costas

(con)Viver com Doenças Inflamatórias do Inflamatórias do Intestino. Aventuras, desventuras e muita galhofa! Que a rir custa menos e por isso "Sou feliz só por preguiça."

(con)Viver com Doenças Inflamatórias do Inflamatórias do Intestino. Aventuras, desventuras e muita galhofa! Que a rir custa menos e por isso "Sou feliz só por preguiça."

Menino que Mija IV

Até Dezembro, por estas bandas, todas as quintas há museus abertos até mais tarde e com condiçoes de acesso mais simpáticas.

Ontem rumei ao Museu da Cidade para ver o roupeiro do Menino que Mija. A qualidade das fotos não é grande coisa. A fotografa estava com fome e o jeito não abundava.

 

 

Menino que Mija vestido para o tempo que vai fazendo por cá

 

 

 

Menino que Mija versão Cosmonauta soviético

 

 

 

Menino que Mija versão Tuga!

 

 

 

Menino que Mija por Agata Ruiz de la Prada

 

 

 

Menino que Mija versão piloto de helicóptero (Artur, esta é para ti)

 

 

Nova temporada

Sol, praia e passeios no parque? pois... já era! Agora é temporada de luvas, chapéu e cachecol! Aquecimento ligado, lareira acesa, fazer inveja ao boneco da michelin sempre que se anda na rua. Guarda-chuva na mala, botas sempre a postos, chávenas de chá quente que aquece o corpo e a alma.

 

Aqui é Inverno.  E vai piorar...

Diário de quem está longe

Esta semana a saudade bateu forte. Assim que recebi a caixa que me mandaram e vi o conteudo as lágrimas saltaram e entrei numa onda de nostalgia sem precedentes. O tempo aqui vestiu-se de acordo com a ocasião. Cinzento, chuvoso e frio. (Hoje como estou mais bem dispostinha e sorridente e por isso temos céu azul e sol. O frio esse veio para ficar).

 

Também chegaram os meus livrinhos do Mário Vargas Llosa que andavam há já algum tempo na lista do "To Read" e este tipo de literatura prefiro ler na minha lingua materna. Até porque... é uma forma de não perder o jeito no português. Por vezes já dou comigo a pensar três e quatro vezes como se escreve determinada palavra e até a consultar o Priberam. Vão 3 meses e uns dias desde que cheguei cá e falar/ escrever todos os dias três linguas diferentes, sendo que o português é a que está em minoria, dá nisto!

 

O trabalho vai bem. Não para de chegar à secretária. O meu francês tem melhorado a olhos vistos e já se começa a fazer planos para 2014. As saudades essas crescem mas há que geri-las porque amigos na Tugalândia só se visita daqui a uns meses!

 

Pág. 1/2