Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Escadinhas do Quebra Costas

(con)Viver com Doenças Inflamatórias do Inflamatórias do Intestino. Aventuras, desventuras e muita galhofa! Que a rir custa menos e por isso "Sou feliz só por preguiça."

Escadinhas do Quebra Costas

(con)Viver com Doenças Inflamatórias do Inflamatórias do Intestino. Aventuras, desventuras e muita galhofa! Que a rir custa menos e por isso "Sou feliz só por preguiça."

10 de Setembro, 2013

A Gaiola Dourada

Vera Gomes

 

 

Finalmente, vi o filme A Gaiola Dourada. Apesar de ter lido boas criticas e outras a dizer que o filme é um cliché e que não retrata os portugueses de agora, eu como recém emigrada posso dizer que me revi em alguns pontos do filme. E talvez por isso tenha gostado tanto. Não, não sou porteira, nem penso só em trabalho. Faço parte da mais recente vaga de emigrantes portugueses qualificados. Mas aquele sentimento que até parece irracional em relação a Portugal de facto existe. Não sei se vou acabar a vida em Portugal, mas sei que sente-se um carinho especial e até uma certa ansiedade por visitar terras lusas de vez em quando. Um momento que me emociou em particular (ok... posso até ter tido umas quantas lágrimas no canto do olho) foi aquele em que cantaram um Fado.

 

Uma filme é uma piada ao estereótipo dos emigrantes Portugueses sobretudo da década de 70/80? Sim, sem sombra de dúvida! Mas já dizia Gil Vicente que "a rir se corrigem costumes"...