Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Escadinhas do Quebra Costas

(con)Viver com Doenças Inflamatórias do Inflamatórias do Intestino. Aventuras, desventuras e muita galhofa! Que a rir custa menos e por isso "Sou feliz só por preguiça."

(con)Viver com Doenças Inflamatórias do Inflamatórias do Intestino. Aventuras, desventuras e muita galhofa! Que a rir custa menos e por isso "Sou feliz só por preguiça."

Home Sweet Home

Acabadinha de chegar a casa sabe sempre bem regressar ao nosso lar. Isto de se viajar em trabalho só tem piada nas primeiras duas ou três piadas. Depois começa a ser cansativo, percebe-se que acaba-se por trabalhar muito mais, enquanto estamos lá o trabalho continua a amontoar-se na secretária. Nemtudo é mau, claro. É sempre uma aragem para quebrar a rotina, conhecer pessoas novas e ir descobrindo uma cidade aos poucos, saboreando cada visita com muito mais tranquilidade.

 

Esta viagem foi contudo  mais atribulada. Quando cheguei ao hotel nem sai porque tinha trabalho para fazer antes da reunião de ontem. Ontem reunião com um final de dia giro: abordada na rua por um rapaz, giro, inteligente, com quem foi uma lufada de ar fresco dar um passeio a pé pela cidade. (Não, não sou doida: deixei carteira e docs no hotel, avisei uma amiga que ia sair e que daria noticas daí a uma hora e fui eu quem escolheu o percurso). 

 

Claro que não havia bela sem senão, e ontem quando sai da reunião, baixei-me para apanhar algo que me caiu e pimba: senti o joelho bom a estalar por tudo quanto era lado, uma dor agudíssima e parece que perdi a força na perna. Lá andei e acabei por deixar de sentir dor. Pois... isso foi ontem, porque hoje mal sai da cama, até me vieram as lágrimas aos olhos com a dor. E agora... cá estou em: no conforto do lar de perna esticada e gelo no joelho. Há sempre uma aventuras (ou mais) nas minhas viagens....

 

O meu email para a secretária - porque devemos agradecer o trabalho bem feito!

Minha adorada XXXXX,

inicialmente chamei-lhe muitos nomes baixinho consoante ia andando perdida nas ruas de Bruxelas porque o Novotel onde estou não é o Novotel que fica do outro lado da rua da casa dos crepes nem junto à Gare Central.
Contudo, quando lá cheguei, também lhe chamei muitos nomes baixinho mas carinhosos! O Novotel fica a 3m a pé da estação de metro, fica numa rua muuuuito tranquila perto da Bolsa (que é uma zona terrível com pessoal de muito mau aspecto à noite, bebados e muitos barulho). E fica a uns 5m a pé da Grande Place
O quarto não é grande, mas é fabuloso, com vista para uma praça nas traseiras do hotel com esplanadas e um lago.
Curiosamente, as casas de banho são duas: 1 com lavatório e chuveiro; e outra só com a sanita.... 
Internet à borla, pequeno-almoço impec! Este é para ficar na lista dos "podemos ficar" dos hoteis de Bruxelas.
Muuuuiito obrigada!
PS1:(Mais logo tiro fotos para mostrar quando voltar)
PS2: o quarto tem uma chaise longue!!!!! :P

Não posso acreditar!

Que é a primeira vez que tenho calor em Bruxelas. Está um tempo ameno mas agradável, com SOL (agora sim acredito que o sol também brilha por aqui) e nem parece que sai de Portugal.

 

Cheira-me contudo que é sol de pouca dura porque amanhã a tradicional chuva e céu cinzento voltam a visitar o staminé...

 

As boas noticias é que ontem consegui resistir aos crepes gigantes!!! : )

Pausas

Entre um fim de semana de descanso e de tranalho, há sempre alturas em que o tédio mistura-se com o frenesim de ter muito para fazer e pouca vontade para o realizar. E o resultado são... arrumações. Hoje foram 2 sacos com papeis, revistas, frascos e uma série de coisas que nem sei descrever que se vão acumulando ao longo do tempo porque emocionalmente nos agarramos a "lixo". 

Pressinto que em breve a Operação Limpeza De Coisas Desnecessárias irá extender-se a outras áreas da casa. Só me safo porque a casa não é grande... E verdade seja dita: ando há anos a adiar a limpeza do sotão...

 

Claro que nisto quem padece é a tese de mestrado que está parada há uma semana. Entre obrigações profissionais, cansaço de final do dia e dias mais longos e quentes, o que apetece mesmo é preguiçar algures numa espreguiçadeira junto ao mar (também pode ser uma piscina)  com um mojito....

 

 

 

Cheirinho a turismo

 Ontem andei do eléctrico 28 que deve fazer provavelmente um dos percursos mais turísticos e bonitos de Lisboa. E ali sentada à janela a sentir o vento no cabelo e a ver Chiado, a Baixa, a Sé, as Portas do Sol, o Miradouro da Graça senti-me uma turista na própria cidade onde vivo.

Foi naquela viagem de 30 minutos que me senti completamente desligada das preocupações do dia-a-dia e senti-me... rejuvenescida! De facto, gosto de Lisboa e dificilmente farão com que viva noutro lugar!

 

 

Assim se contribui para a economia do país...

Workshop dá dicas de engate e sexo em espaços públicos

 

A formação chama-se "Occupar o engate". Pretende "

"É necessário refundar as cidades numa perspetiva mais democrática. Este é o nosso contributo nesse sentido. Há aqui uma herança 'queer' (identidades sexuais não normativas) que é necessário não ficar estigmatizada mas antes obter visibilidade e impor-se no mapa da cidade", refere. "A prática de engate 'queer' nos parques favorece as interações sem necessidade de consumir, sem barreiras linguísticas ou de classe", acrescenta".

 

E tem componente prática:

"

A dupla promete fazer desfilar os formandos, a partir das 21 horas e gratuitamente, pelas zonas de circulação e arborizadas do Parque Eduardo VII, em Lisboa, habitualmente usadas para aventuras sexuais. E, ali, entre um arbusto e outro ou atrás de uma árvore, fora da visibilidade pública, ensinar não só técnicas de abordagem e prática sexual em locais públicos, como alertar para casos de violência que tem ocorrido sobre os adeptos destas práticas."

Pág. 1/3