Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Escadinhas do Quebra Costas

(con)Viver com Doenças Inflamatórias do Inflamatórias do Intestino. Aventuras, desventuras e muita galhofa! Que a rir custa menos e por isso "Sou feliz só por preguiça."

(con)Viver com Doenças Inflamatórias do Inflamatórias do Intestino. Aventuras, desventuras e muita galhofa! Que a rir custa menos e por isso "Sou feliz só por preguiça."

É favor participar!

O dia dos Namorados está quase aí. E a Pryyma também se enamora. Portanto: participe no nosso passatempo Pryyma Enamorada!!!!

Prémios: Todas as participantes não sócias recebem 1 P1S e a foto com maior número de 'Gosto' ganha uma inscrição num ginásio Pryyma à escolha. Caso a vencedora seja sócia Pryyma, ganha 1 mês aulas YY Dance.

Como participar:
Tire uma foto alusiva a fitness e Dia dos Namorados. Envie para o email passatempo@pryyma.com a foto com indicação de Nome, Telefone, Centro Pryyma mais próximo de si e uma legenda para a sua foto em que contenha a palavra Pryyma e Namorados. A sua foto será colocada no mural Pryyma Fitness e colocada para votação. A foto com maior número de 'Gosto' ganha o prémio.

Como votar: 1º fazer Gosto na página Facebook Pryyma Fitness. 2º Fazer Gosto na foto preferida.

Data limite: Passatempo decorre até 11 de Fevereiro. Prémio será oferecido no dia 13 de Fevereiro.

Como quebrar a rotina dos Sábados

Jantar de amigos e que resolveram fazer uma boa acção: levar comida a quem não pode estar presente por estar a trabalhar. Pés ca caminho! Boa conversa, barriga cheia e eis que.... pneu furado algures numa Lisboa deserta!

E aí tudo se tornou num misto de "que chatice" com risota pegada: não havia pneu suplente porque há 1 mês atrás o proprietário do veículo teve um furo, usou o pneu de substituição e não tratou de resolver o pneu furado para que o suplente voltasse a ser... suplente!

E então, o serão de Sábado foi passado dentro do carro, no quentinho do AC, com a comida que seria para levar à desgraçada que estava a trabalhar, à espera que outro desgraçado saísse do trabalho para nos dar uma boleiazita até casa. Porque entretanto, a desgraçada que estava a trabalhar e que não sabia da nossa surpresa altruísta simplesmente foi para casa....

Pág. 1/6