Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Escadinhas do Quebra Costas

(con)Viver com Doenças Inflamatórias do Inflamatórias do Intestino. Aventuras, desventuras e muita galhofa! Que a rir custa menos e por isso "Sou feliz só por preguiça."

(con)Viver com Doenças Inflamatórias do Inflamatórias do Intestino. Aventuras, desventuras e muita galhofa! Que a rir custa menos e por isso "Sou feliz só por preguiça."

O meu contributo para o ambiente.

Vendi o meu carro.

Aguarda-se com ansiedade scooters eléctricas com design apelativo ou baixa significativa de preço acompanhada de maior eficiência dos carros eléctricos.

Até lá utiliza-se somente transportes públicos e os pézinhos.

 

Assim se leva um olhar a ficar lacrimejante

Um euro e dez

 

"Esta tarde, no bar do Apolo 70, chegou-se ao balcão, tímido, um preto de meia idade. Mãos encortiçadas - talvez trabalhador da construção civil. Perguntou à empregada se havia sopa. Sim, havia - se não entendi mal, de cozido e também de legumes. O homem, com olhar ainda amedrontado, perguntou quanto era. (Arrebitei as orelhas.) Um euro e dez. Está bem, num sorriso que lhe escapou - escolheu a de legumes. Diante do meu lanche de vários euros, senti-me comovido - ao lembrar-me que, àquela mesma hora, algures, Américo Amorim, branco como eu, trabalhador, "simples assalariado", estaria também inquirindo a medo o preço de uma sopa, sopesando a leveza de cortiça dos cobres que tem no bolso."

Do "amor e outros desastres"

"Talvez o amor verdadeiro seja uma decisão. Decisão de correr um risco com alguém. Dar-se, sem se preocupar se vão dar algo em troca ou magoar você ou se é a pessoa certa. Talvez o amor não seja algo que aconteça, talvez seja uma escolha."

 

in, Amor e Outros Desastres

 

No melhor pano cai a nódoa!

Curioso o Sub-title da reportagem que a Visão faz:

"Retrato de uma juventude multicultural, subeducada, brutalizada e desempregada , que entrou em conflito com uma sociedade "classista, racista" e distópica."

 

Só que afinal....:

 

upsss.... Afinal, havia lá pelo meio pessoal que não faz parte dos pobres coitadinhos. Estavam a pilhar porque é... fixe!

 

(roubado aqui.)

 

E dos anos consecutivos que viajo a Londres para visitar família que por lá vive há quase 30 anos, a parte da sociedade racista confesso que não me apercebi... Mas posso ser eu que preciso de mudar as lentes de contacto!

 

Pág. 1/2