Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Escadinhas do Quebra Costas

(con)Viver com Doenças Inflamatórias do Inflamatórias do Intestino. Aventuras, desventuras e muita galhofa! Que a rir custa menos e por isso "Sou feliz só por preguiça."

Escadinhas do Quebra Costas

(con)Viver com Doenças Inflamatórias do Inflamatórias do Intestino. Aventuras, desventuras e muita galhofa! Que a rir custa menos e por isso "Sou feliz só por preguiça."

06 de Março, 2010

Balanço Semanal

Vera Gomes

Esta semana foi sem dúvida rica em episódios....

Na quarta-feira andei perdida na grandiosa rede de metro de Lisboa e ainda andei a colocar acrilico para tapar vidros partidos. Logo pela manhã a torradeira não funcionou e creio ter sido isso que influenciou o resto do dia, quiçã da semana. Para a próxima, ligar a ficha à tomada irá certamente ajudar a que o pão fique torrado.

 

Quinta-feira de manhã,  necessidade urgente de fazer compras: ajuda se levarmos o cartão multibanco e/ ou dinheiro connosco....

 

Sexta-feira. É melhor nem falar da sexta....

01 de Março, 2010

Regresso à civilização

Vera Gomes

Fim de semana fora de Lisboa, algures no Alentejo. Obviamente que foi pautado por momentos pitorescos e dignos de registo. Nomeadamente:

- Hotel rural no meio do nada, que numa noite não podia lá jantar porque havia um grupo, no dia seguinte porque deram a ÚNICA folga do ano da cozinheira nesse dia.

- Ponto atractivode Montemor-o-Novo segundo umas nativas: a capela e o crocodilo embalsamado. O crocodilo mal se via, a sala era mais macabra, completamente repleta de fotos de todos os tamanhos de pessoas, animais e da Carla Nunes (diria que colaboradora assídua do Portal Privado).

- Um dia inteiro sem ver viva alma em Évora. Já agora, desejei um centro comercial, só para ver gente. Évora, capital de distrito, não tem centro comercial e o comércio encerra às 14h aos Sabados, Domingos está fechado, as cozinhas dos restairantes fecham às 15h (Adeus almoço), as ruas são todas de sentido único e quando damos conta, já entramos e saimos das muralhas uma dezena de vezes sem sequer ter estado perto do destino.

- Jantar... restaurante quase que obrigatorio na cidade: O Fialho. Abro a porta e quem encontro? O meu ginecologista!

- Pequeno-almoço domingueiro na companhia das verdadeiras tias da Lapa: snobs qb e uma pitada de arrogância por vezes semelhante a má educação.

- Jantar de domingo.... hotel não tem jantar (folga da cozinheira). Dois restaurantes na terrinha, ambos fechados. Opção: Évora, mais uma vez. Come-se qualquer coisa e volta-se na ânsia de jogar bilhar na GURA (associação recreativa lá do sitio e único local aberto às 23h). Conclusão: só é possível jogar se for sócio do GURA (associação recreativa que deve funcionar em regime cooperativo ou puramente comunista..... a terra não tem assim tantos habitantes). Rumo ao bar do hotel: fechou às 23h.

- Dia de rumar à civilização. Arroiolos, vilazinha simpática, restaurante ...uhmmm... fome a tarde toda, coelhos a saltitarem junto à Pousada.

Amanhã.... dia de voltar ao trabalho :( O que é bom, acaba rápido!

 

Pág. 2/2