Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Escadinhas do Quebra Costas

(con)Viver com Doenças Inflamatórias do Inflamatórias do Intestino. Aventuras, desventuras e muita galhofa! Que a rir custa menos e por isso "Sou feliz só por preguiça."

Escadinhas do Quebra Costas

(con)Viver com Doenças Inflamatórias do Inflamatórias do Intestino. Aventuras, desventuras e muita galhofa! Que a rir custa menos e por isso "Sou feliz só por preguiça."

20 de Agosto, 2006

Há coisas que ninguém suporta

Vera Gomes
Este fim de semana fui confrontada com uma realidade que por muito ternurenta que possa ser é muito mais assustadora. Quem me conhece sabe que até sou um pouco tolerante com miúdos e com a terceira idade. Contudo existem situações, que desculpem lá, mas não!
Ontem estava eu a chegar a casa do supermercado e fui confrontada com uma senhora com uma certa idade na conversa com o fulano, também de certa idade, que resolveu regressar ao seu habitat de imundice e falta de condições (entre as quais, a água canalizada).
Como se não bastasse vê-lo sempre que abro a porta, porque ele resolve sentar-te a ver televisão de porta aberta (que fica mesmo em frente à minha) e vê-lo de tronco nu (não há terapia que me livre dos pesadelos), ainda tenho de ouvir os namoriscos dele.
Pelo que percebi a Senhora é viúva e lá estava ele a fazer-lhe a folha a dizer que ela devia procurar alguém para lhe fazer companhia nesta fase da vida, coisa e tal. De facto, existem coisas que ninguém se esquece, como por exemplo: deitar o barro à parede para ver se ele cola!
O lamentável da situação, é que mesmo dentro de casa ouvi a conversa toda e sinceramente, a ideia é tudo menos agradavel. Já estou a imaginar a lista de casamento deles. Em vez de ser na Vista Alegre ou no Gato Petro passa a ser na Farmácia Central. E em vez de trocarem alianças no altar trocam de dentaduras.
Todos temos direito a ser felizes ao lado de alguém, desde que esse alguém seja eu a ouvir o vizinho a bater o couro!