Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Escadinhas do Quebra Costas

(con)Viver com Doenças Inflamatórias do Inflamatórias do Intestino. Aventuras, desventuras e muita galhofa! Que a rir custa menos e por isso "Sou feliz só por preguiça."

Escadinhas do Quebra Costas

(con)Viver com Doenças Inflamatórias do Inflamatórias do Intestino. Aventuras, desventuras e muita galhofa! Que a rir custa menos e por isso "Sou feliz só por preguiça."

16 de Novembro, 2005

Falta de civismo

Vera Gomes
Se há coisa que irrita é a falta de civismo dos portugueses. Se há coisa que irrita muito mais é a falta de civismo e irresponsabilidade!!!!

Ontem cheguei a casa e deparei-me com uma batida no meu carro. O meu amado e adorado carro que paguei a pronto. O primeiro carro pago por mim!!! Como devem calcular, o amor pelo carro é enorme. Quando vi a batida no meu carro, ia morrendo! Aliás, ia desfalecendo!!!! Só podia ser um sonho, ver o meu amado carro naquele estado! O meu Caracolito!!!! Quem terá sido o malvado? Pois bem... não se sabe.

Não se sabe, porque obviamente, o bom português que lhe bateu, seguiu seu caminho sem sequer se ter dado ao trabalho de ter deixado um contacto ou qualquer tipo de indicação na minha caixa de correio (toda a gente que habita por ali sabe que aquele é o carro da menina das escadinhas). Agora, vejo-me a braços com mais uma conta para pagar. Tendo em conta as dificuldades que todos vivemos hoje em dia, não é boa coisa ter mais uma conta. E o individuo que amavelmente "beijou" o meu carro deve andar contente da vida a rir-se do estrago que causou.
15 de Novembro, 2005

Ser Tuga é...

Vera Gomes
...Levar o tupperware com o arroz de frango para a praia.

....Guardar aquelas cuecas velhas para polir ocarro ou impar os móveis.

... Criticar o governo local, mas jamais se queixar oficialmente.

... Ladies night à quinta.

... Ter tido a última grande vitória militar em 1385.

... Enfeitar as estantes da sala com as prendas do casamento.

... Viajar para qualquer país e encontrar outro Tuga no restaurante.

... "Folclore" estudantil anual por causa das propinas.

... Levar a vida mais relaxada da Europa, mesmo sendo os últimos de todas as listas.

... Ter sempre marisco, tabaco e álcool a preços de saldo.

... Receber visitas e ir logo mostrar a casa toda.

... Dar os máximos para avisar os outros condutores da polícia adiante.

... Passar o domingo no 'shopping'.

... Tirar a cera dos ouvidos com a chave do carro ou a tampa da esferográfica.

... Gravar o "levanta-te e ri".

... Já ter ido, secretamente, "à bruxa".

... Ter filhos baptizados e de catecismo na mão mas nunca pôr os pés na igreja.

... Ir de carro para todo o lado, aconteça o que acontecer.

... Não ser espanhol.

... Não ser racista, mas abrir uma excepção com os ciganos, com os pretos e com os ucranianos.

... Levar com as piadas dos brasileiros, mas só saber fazer piadas de alentejanos.

... Ainda ter uma mãe ou avó que se veste de luto.

... Ter a mãe ou a avó com Maria no nome.

... Viver em casa dos pais até aos 35.

... Conduzir sempre pela faixa da esquerda

... Ter três telemóveis.

... Jurar não comprar azeite Espanhol nem morto.

... Gastar uma fortuna no telemóvel mas pensar duas vezes antes de ir ao dentista.

... Super-bock, tremoços, caracóis e marisco.

... Cometer 3 infracções ao código da estrada em 5 segundos.

... Não ser brasileiro.

... Algarve em Agosto.

... Ir passear de carro ao domingo para a avenida principal.

... Ser adolescente toda a vida e dizer "prontos" no fim de cada frase. ....

O assustador é que é tudo verdade !
13 de Novembro, 2005

Magia nos livros

Vera Gomes
Num dos livros que requisitei na Biblioteca da UCP, trazia um pequeno papel branco colado na na primeira folha que dizia "Quem teme as tempestades acaba a rastejar". Deve ter sido uma das frases mais inteligentes que li nos últimos tempos. Não devemos temer as tempestades. São elas que nos tornam mais fortes a cada dia que passa. São elas que temperam a vida e lhe dão um gostinho especial.
11 de Novembro, 2005

"Vandalismo em França: prós e contras" - por Ricardo Araújo Pereira

Vera Gomes

Caros amigos,


recomendo a todos o artigo acima mencionado. Sempre gostei das crónicas deste rapazito e para ser sincera tenho todas as crónicas dele desde que começou a escrever para a Visão. Algumas delas mais emblemáticas, como a crónica acerca do Pseudo-arrastão de Carcavelos outras menos, o humor com que nos presenteia todas as semanas é de facto magnifico.


Fica aqui as frases finais: "Não, não me esqueço do pânico que os imigrantes portugueses lançaram na sociedade francesa com uma operação bem pior do que esta. Três palavras: Linda de Suza. Possam os franceses perdoar-nos alguma vez".

08 de Novembro, 2005

Falta de cavalheirismo e de civismo

Vera Gomes

O povo Português carece de algo muito importante para a vida em sociedade: civismo!!!! Mas do mal o menor... também carece de cavalheirismo. Para o provar basta fazer uma viagem num autocarro: são poucas as pessoas que cedem o seu lugar aos idosos, crianças ou grávidas. Este facto é válido para adultos, jovens, adolescentes...


São pequenos gestos que fazem a diferença. São pequenas acções que demonstram a educação de um povo. Infelizmente, o povo português carece de muita coisa excepto culpar o Governo por tudo e mais alguma coisa.

Pág. 2/2