Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

2 mil metros quadrados, 120 voluntários e quase 1 milhão de begónias: assim se faz o tapete mais bonito do mundo

IMG_8930.JPG

 

 

De dois em dois anos, a Grand Place em Bruxelas cobre-se durante 3 dias num tapete feito exclusivamente de begónias, naturais, com padrões que mudam a cada edição. No ano em que se celebra o 20º aniversário da declaração da Grand Place a Património Mundial da Unesco, o tapete celebra a sua 21ª edicação, com um padrão alusivo ao México, em particular à região de Guanajuato. É a primeira vez na história do tapete de flores, que tem um tema alusivo à América Latina. 

 

O design do tapete deste ano foi feito pela designer gráfica Ana Rosa Aguilar Aguado, de Uriangato (México) e incorporou simbolos tipicos da região com elementos naturais e motivos da cultura tradicional de Guanajuato. Quando o desenho estava pronto,o designer belga Mark Schautteet, o designer permanente do tapete de flores, transpôs o desenho para o formato real em flores. 

 

Aqui e aqui podem ver as edições de 2014 e 2016, as que eu vi desde que me mudei para Bruxelas. Abaixo, ficam as fotos da edição deste ano. 

 

 

 

 

Este ano (e ao contrário das edições anteriores que vi) comprei os bilhetes para subir à varanda do edificio da Camâra Municipal de Bruxelas (aquele edificio que toda a gente conhece da Grand Place que tem a torre bicuda). O ideal é comprar os bilhetes on-line para evitar as filas que normalmente se fazem para comprar bilhetes in-loco. Foi o que fiz este ano e por isso a subida ao topo foi relativamente pacifica. 

 

 Aqui podem ver as fotos de todas edições passada do tapete. O próximo é em 2020. Por isso, tudo a marcar na agenda! ;)

 

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Onde compro livros

Blogs de Portugal

Bloglovin