Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Surpresas às segundas de manhã

Hoje utilizei uma outra estação de metro do que a habitual para o trabalho. E eis que para minha surpresa, junto à entrada do metro que fica num pequeno jardim, encontrei isto: 

 

IMG_20170821_083712.jpg

 

Uma caixa com livros para quem quiser levar e/ou deixar. Confesso que sorri ao pensar que num país em que chove o ano todo, que a malta nem no verão sai de casa sem casaco, arranjou uma forma de ter livros à disposição de quem passa!

113km pela camisola que vestimos

unnamed.jpg

 

A Cláudia tem 43 anos, é docente no ensino superior, e foi diagnosticada com a doença de Crohn em 2002. Enquanto doente e cidadã, sente que é uma responsabilidade sua ajudar quem mais dificuldade tem. Lançou por isso um desafio à APDI, ao qual a direção da Associação respondeu de forma entusiástica.

 

No dia 3 de Setembro, a Cláudia vai fazer em Cascais uma prova de triatlo de meia distância (Ironman 70.3). Serão 1,9km a nado, 90km de bicicleta e 21,1km a correr! A Claúdia quer converter os 113km que vai percorrer nos 1130€ que assegurarão o aluguer do autocarro para os jovens portugueses portadores de DII irem ao Encontro Ibérico de Jovens portadores de DII!

 

Como ajudar?

Pretende-se angariar um valor mínimo de 1.130 euros até 11 de Setembro de 2017 através de uma campanha de crowdfunding. Para ajudar, basta ir aqui, fazer o vosso donativo. Caso o valor proposto seja angariado, receberao uma recompensa. Caso contrário, o valor da vossa contribuiçao ser-vos-à reembolsado.

 

O que é o Encontro Ibérico de Jovens?

O Encontro Ibérico de Jovens – A APDI este ano vai promover um Encontro Ibérico de Jovens, juntamente com a congénere espanhola ACCU (Asociación de Enfermos de Crohn y Colitis Ulcerosa). O Encontro destina-se a jovens dos dois países, com idades entre os 18 e os 30 anos, e que sejam portadores de DII. Cada participante poderá levar um acompanhante da mesma faixa etária. De 15 a 17 de Setembro de 2017, este grupo de jovens estará reunido em Valencia de Alcántara (Espanha) e poderá usufruir de inúmeras atividades e momentos de lazer, mas também de partilha de experiências e conhecimentos. Esta iniciativa é particularmente relevante por se destinar a jovens que, muitas das vezes, só recentemente tiveram um diagnóstico. É importante que o doente possa saber o que é a doença e ter conhecimento de todas as implicações do que é viver com DII, que possa receber apoio e compreensão de outros doentes com dificuldades semelhantes, e que adquira conhecimentos para superar essas mesmas dificuldades. É fundamental que estes jovens possam aprender a ser felizes com a DII!

 

O que é a DII? 

A doença inflamatória do intestino (DII) inclui a doença de Crohn e a colite ulcerosa. Ambas são doenças crónicas que tendem a alternar fases agudas e períodos de remissão. Enquanto a doença de Crohn pode afetar qualquer segmento do tubo digestivo, a colite ulcerosa afeta mais especificamente a mucosa que reveste o intestino grosso. Homens e mulheres são igualmente suscetíveis de ser portadores da doença. E apesar da DII poder ocorrer em qualquer idade, os primeiros sintomas surgem mais frequentemente em indivíduos com idades compreendidas entre os 15 e os 35 anos. De acordo com a Federação Europeia de Associações de DII (EFFCA) a DII pode afetar atualmente cerca de 5 milhões de pessoas em todo o mundo.

 

O que é a APDI

A Associação Portuguesa da Doença Inflamatória do Intestino, Colite Ulcerosa e Doença de Crohn foi fundada em 1994 e encontra-se reconhecida como Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS) desde 2001. É uma associação de doentes para doentes, que visa sobretudo prestar aconselhamento e apoio a portadores de uma doença inflamatória do intestino, seus familiares e amigos; e melhorar o conhecimento da população em geral sobre esta doença. 

 

O que é que vai fazer de ti o primeiro?

 

Vi finalmente o Hidden Figures que estava na lista de filmes a ver há muito tempo. Espero sinceramente que o filme ganhe muitos Óscares este ano porque bem merece! Gostei tanto do filme, que nos entretantos comprei o livro porque acho sempre que os filmes perdem detalhes que os livros mantêm sobretudo quando se trata de biografias.

 

Se ainda não viram, aconselho vivamente. E o extracto que coloquei é provavelmente um dos momentos mais inspiradores de todo o filme que faz pensar: o que é que vais fazer que fará de ti o primeiro?

As aparências iludem: como uma imagem pode ser tão superficial

 

Há uns dias atrás, um amigo meu desabafava o quão os homens sao julgados pelas seu desempenho sexual, pelo tamanho do seu orgão sexual etc. Eu respondi que uma mulher é julgada por tudo isso e muito mais. Diariamente uma mulher tem que se preocupar em ter a maquilhagem impecável, as unhsa arranjadas, a roupa alinhada de acordo com aquilo que é a convencção no seu local de trabalho. Não interessa se é excelente profissional ou nã0: se o visual não for apelativo, dificilmente alguém lhe dará crédito.

 

Quer queiramos quer não, os olhos também comem. E por vezes é a única coisa que conta. A maioria das vezes pelo menos. Eu sou baixinha, gosto de vestir confortável, o que normalmente implica jeans, ténis rabo de cavalo e 'bora lá. Mas tenho noção que ao longo dos anos, houve situações em que fui substimada por isso mesmo. Por ter ar de miúda, por vestir cconfortavel, por preferir uns rasos aos saltos altos. E muitas vezes, mesmo na minha vida pessoal, não fui a "escolhida" ou não tive a oportunidade porque havia alguém mais sexy ou apelativa ao meu lado.

 

Sempre disse que gostaria de ser avaliada pelo meu mérito e não pelo meu par de mamas ou pelas curvas do meu corpo. mas também já aceitei que será sempre inevitável. Em certas situações, mesmo profissionais, um decote faz milagres.

 

Foi por mero acaso que me cruzei com esta palestra de uma modelo na TED. Recomendo todo o minuto e seduno da mesma porque vale a pena pensar nos julgamentos que fazemos mesmo sem conhecer as pessoas; Nos julgamentos que fazemos apenas pelo que vemos e na quantidade de vezes que estamos tãaaaaooo errados.

 

É nestas alturas que percebo que estou a envelhecer...

KD1hdYA.gif

 Hoje vi esta notícia:

Morreu Gorden Kaye, o René de "Alô, Alô"

E pensei: como é possível? Depois lembrei-me que eu via esta série (e revia-a várias vezes depois disso) na década de 80. Há mais de 20 anos atrás!!!! E pronto... não só fiquei depreimida com a morte do René como ainda percebi que de facto os anos passam sem darmos conta.

 

 

2 séries a não perder!

Há já algum tempo que não me "apaixonava" por uma série. Gosto do Scandal, Big Bang Theory, Game of Thrones mas ao longo que as temporadas se vão desfilando o interesse vai esmorecendo. Em parte, porque a certa altura começa tudo a ser demasiado alucinante e parecido com uma telenovela mexicana dobrada a brasileiro. Por outro lado, depis de terminada uma temporada demora uma eternidade até aparecer outra e a atenção desvia-se para outros lados. Adiante...

 

Descobri duas séries nos últimos meses que têm feito a delicia dos meus olhos e ando desesperadamente ou à espera da nova temporada ou que o meu Mais Que tudo decida ver um episódio. Eu explico...

 

 

Fiel companheira dos meus dias

IMG_0867.JPG

 

Desde há uns meses que tenho os meus dias passam-se entre visitas ao hospital e o lar doce lar. Como tenho estado mais tempo em casa, tenho aproveitado para usufruir do espaço que criei (vulgo escritório) para escrever, ler, responder a emails, e tentar manter uma rotina que me permita não estranhar tanto quando regressar ao trabalho. 

 

Como gosto de ter luz no espaço de trabalho, a secretária está junto à janela. Assim consigo ter luz natural e ter uma vista previligiada para a companheira dos meus dias: uma àrvore num dos jardins dos vizinhos que teima em não deixar cair as suas folhas. Enquanto todas as àrvores já desistiram à muito e deixaram-se despir pelo Outono, a minha fiel companheira resiste numa teimosia admirável de força e determinação. 

 

IMG_0865.JPG

 

P.S.: E sim, tenho um móbil do sistema solar pendurado no centro da divisão. :P

 

Christmas is coming to town

IMG_0876.JPG

 Os preparativos já começaram am Bruxelas. O pinheiro de natal, que este ano foi oferecido pela Eslovénia, chegou no passado dia 17. já começaram a montagem para o mercado de Natal que começa no próximo dia 25 e algumas lojas já têm decorações de Natal. 

 

Já se começa a sentir o cheirinho a Natal e eu que adoro esta época do ano pelas decorações, luzes, enfim, todo o ambiente natalício na rua a mim me encanta, não poderia estar mais feliz. Esta época tem o dom de me deixar de sorriso de orelha a orelha, de deambular na rua a ver as decorações e as luzes, e planear o miminho que irei oferecer àqueles que me são mais próximos. Gosto de pensar no que poderá fazer sorrir a pessoa a quem ofertarei. Gosto de pensar que ofereço sorrisos e pequenos momentos de felicidade. E o que aprendi ao longo dos anos? Um sorriso feliz está a maior parte das vezes nos presentes que aparentam ser mais insignificantes. 

 

Deixo-vos um cheirinho da época que se avizinha. Este ano espero ter muitas fotos natalícias. Afinal de contas, tenho que praticar e usar o presente do meu aniversário : )

 

Collage 2016-11-18 16_40_23.jpg

 

Collage 2016-11-18 16_42_27.jpg

 

Collage 2016-11-18 16_45_11.jpg

 

Collage 2016-11-18 16_46_31.jpg

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Onde compro livros

Blogs de Portugal

Bloglovin