Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Se vêm à Bélgica/ Holanda nesta altura do ano: têm que ver isto!

Todos os anos, de meados de Dezembro a meados de Janeiro, o Jardim Zoológico de Antuérpia ilumina-se asian style! 

A cerca de 45minutos de comboio de Bruxelas, o Zoo de Antuérpia fica meeeesmo ao lado da estação de comboios (que por si só já vale uma visita). Este ano pela primeira vez (e como os que me seguem no Instagram perceberam), fui espreitar o festival de luz da China e acreditem, fiquei encantada. Senão, espreitem algumas das fotos que tirei. 

 

 

 

Para saberem horários e comprarem bilhetes, é favor ir aqui

A fingir que isto é um blog de fotografia #16

IMG_7382.jpg

 

A NEVE PÔS uma toalha calada sobre tudo. 
Não se sente senão o que se passa dentro de casa. 
Embrulho-me num cobertor e não penso sequer em pensar. 
Sinto um gozo de animal e vagamente penso, 
E adormeço sem menos utilidade que todas as acões do mundo. 

Alberto Caeiro, in "Poemas Inconjuntos" 
Heterónimo de Fernando Pessoa 

 

Foto: Vera Gomes, Canon EOS700

Caiu neve em Bruxelas... fez sol no meu país?

 

 

Fiz um curso de fotografia e ainda estou a assimilar

 

Fotografia sempre foi algo que gostei imenso apesar do meu talento para todo e qualquer tipo de artes ser absolutamente nulo. Posto isto, e como há uns anos a minha paixão e hobby se tornou o meu trabalho, achei por bem tentar encontrar algo para me entreter nas horas livres sem estupidificar. Como no ano passado recebi uma máquina fotográfica pelo menu aniversário, fotografia assumui-se como principal candidato para esse designio. 

 

Um ano passou, com muitos altos e baixos, muitas mudanças, muitas primeiras vezes até que consegui arranjar dois dias para fazer uns workshops em modo intensivo nos básicos da fotografia. Meus amigos... ponham intensivo e básico na coisa! 

 

Primeiro dia foi para aprender os básicos da máquina fotográfica: controlo dos brancos, ISO, histograma, exposição e pouco mais. Cheguei a casa a sentir-me uma campeã!

 

Segundo dia, uma aula de 5h em modo eu e a professora e a porca começou a torcer o rabo. Muita informação sobre abertura e lentes e shutter e velocidade e controlo de luz. Enfim... o cérebro deu nós sem fim! Ouvi coisas que nunca sequer me tinham passado pela cabeça. Percebi que tenh que melhorar o olhito, porque houve fotos que eu própria tirei nos exercícios que só eu não conseguia ver diferenças... O que me fez lembrar o que a M. (que fez uns dois cursos de fotografia enquanto esteve em Bruxelas) me disse uma vez: fotografar é aprender a olhar e reparar em coisas que jamais prestaste atenção.

 

Resumindo: resta-me agora praticar praticar praticar. Assimilar tudo o que aprendi. Nunca mais vou tirar uma foto tão levianamente como dantes, isso é certo! E quiçá para 2018, depois de ter assimilado todos os básicos, fazer outro worhshop em retrato...

 

Malta da fotografia que anda por aí: as vossas primeiras lições de fotografia também foram assim intensas? Também ficaram com esta sensação de demasiada informação?

 

P.S: estas foram algumas fotos que tirei nos exercícios nas aulas. E sim, ainda sem qualquer tratamento.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Onde compro livros

Blogs de Portugal

Bloglovin