Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Querem saber como mudar de look rapidamente? Então este post é para vocês!

16864762_1662656030428112_3322680948777697808_n.jp

 

Esta sou eu. No alto dos meus 47- 49kgs que é o meu peso normal e por onde normalmente estaciono quando não ando a correr para o wc ou com efeitos secundários da medicação.

Agora, respirem fundo,  peguem nas pipocas, porque depois de estabelecido o que é normal, vou-vos mostrar as restantes variações da minha pessoa num período muito específico que passei há uns anos. prontos? De certeza? Aqui vai!

 

 

Marco 2008.JPG

 

De 1 de Janeiro a 31 de Março de 2008, tive que tomar cortisonsa, cortesia da crise de Colite Ulcerosa que insistia em me f**** o juízo. No final de 2007 estava nuns fraquinhos 35kgs e a medicação insistia em nao me ajudar. Cortisona foi o passo seguinte. Meus amigos: cortisona é assim uma coisa dantesca. Primeiro porque aumenta a retenção de liquídos de forma espatafúrdia e dá-nos aquele look de carinha rechonchuda mesmo que se alimentem a água. Em segundo, por cortisona é uma hormona amigos. uma que o vosso corpo já produz. Metam lá umas doses extra e o resultado é: pêlos em sitios que nem se imaginavam possiveis e de fazer inveja às primas de Viseu; flutuações de humor que tanto choram com o genérico de abertura do telejornal, como estão de uma doçura extrema ao ponto do mel ser amargo. Depois porque no meu caso, abriu-me o apetitde de uma forma insasiável. Basicamente passava o dia a comer como se o amanhã fosse um mero conceito abstracto e sem qualquer hipótese de concretizaçao. Resultado: 27kgs no bucho. A foto acima (ao lado da minha acima de espectacular Avó e madrinha) foi tirada na altura da Páscoa a cerca de duas semanas de terminar a cortisona e em modo de açaime para evitar engordar.

 

A minha avó, que é do tempo Gordura é Formosura, e tem um desgosto enorme de ser magra, proferiu as célebres palavras durante um almoço de família: "A Verinha come com vontade! Até dá gosto vê-la comer!", e a passar-me a mao na cara e dizer "Estás tão bonita assim cheiinha". E pronto, foi nestes momentos que percebi que tinha claramente um problema. Nunca nos meus quase 37 anos da minha existência a minha avó proferiu estas palavras: "Até dá gosto vê-la comer". Sobretudo porque nunca mais voltei a emborcar 5 cestos de pão, 1 dose de arroz de tamboril para duas pessoas, a minha sobremessa e metade da minha mãe e já estava a saltar para outro cesto de pão quando a minha mãe começou a evacuar os alimentos que ainda restavam na mesa.

 

Contudo, nao fiquei assim para sempre! Em Maio de 2008 estava assim:

5 maio 2008.jpg

(claramente a precisar de apanhar um solinho)

e em Julho 2008 assim:

21 de Julho 2008.JPG

 O que fiz para voltar à normalidade? Nada. Continuei com a minha dieta xpto de sempre por causa da colite mas nao em doses industriais; não podia fazer exercicio físico por causa da Colite que mal levantava uma perna tinha que ir a correr para o wc. Só em 2009 voltei a fazer exercicio com regularidade.

Se foi uma época fácil? Não, de todo. Passei de anoréctica a obesa mórbida tão rapidamente que nem tive tempo de me habituar. Olhava-me ao espelho e não me reconhecia, tive que comprar roupa e sapatos porque nada me servia (os sapatos tiveram que ser 2 números acima....). Tive sempre rodeada de amigos impecáveis que me faziam rir quando não me apetecia e me levavam a passear para eu não esvaziar o frigorifico vezes sem conta ao longo do dia. Sem eles, teria sido muito mais díficil. Com eles, ri, chorei, desabafei e sobretudo vivi, numa altura em que tudo parecia perdido. :) Obrigada!

 

 

1 comentário

Comentar post

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Onde compro livros

Blogs de Portugal

Bloglovin