Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tenho Colite ou Chron. que alimentação devo seguir? Que dieta fazer?

Numa pesquisa no google ou se vaguearmos por alguns grupos do facebook, é fácil ver rmilhentas sugestões de quais as melhores dietas para seguir quando se tem Colite ou Chron e que alimentos se deve excluir. Acresce que a maior das vezes, se cruzarmos informação, a mesma é contraditória. E nós continuamos em modo desespero sem saber o que comer porque tudo parece fazer mal. 

 

Na verdade, nos dias em que correm há muito vodou alimentar, mas não é possível recomendar nenhum pporque... nenhum deu provas científicas da sua eficácia no tratamento de uma Colite ou Chron. No entanto, há algumas evidências mais que provadas e recomendações a seguir. (nota: toda a informação que se segue foi partilhada num evento organizado por uma equipa médica e de investigadores do Hospital de Erasme em Bruxelas onde sou seguida.) 

 

1) Evitar regimes de exclusão se não forem intolerantes!

Quando se tem uma intolerância/ alergia é possível através de exames cinicos identificá-las. Regimes de exclusão

 

As 50 sombras da fadiga

Collage 2017-12-02 17_39_22.jpg

fa·di·ga 
(derivação regressiva de fadigar)

substantivo feminino

1. Cansaço que resulta de um esforço qualquer (ex.: fadiga físicafadiga mental).

2. Trabalho árduo. = CANSEIRA

3. [Física]  Diminuição gradual da resistência de um material ou equipamentodevido ao uso continuado ou a esforços repetidos. = DESGASTE

"fadiga", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://www.priberam.pt/dlpo/fadiga [consultado em 02-12-2017].

 

Claramente o Priberam deveria actualizar o significado de fadiga. Para quem sobre de Doença Inflamatória do Intestino, fadiga é uma forma de vida. Em crise ou em remissão, a fadiga faz parte dos sintomas extra-intestinais que não se vai embora. Claro que quando se está em remissão melhora mas não se vai embora. Sabem aquela sensação de acordar depois de uma noite mal dormida que até custa abrir os olhos? Pois bem, essa é a sensação diária mesmo depois de 8h de sono na paz do Senhor. 

 

As fotos acima ilustram os meus dois últimos anos. Não importa a altura do ano, se estou em remissão ou não, certo é que esta é a faceta que apenas o Mais Que Tudo vê porque normalmente acontece quando estou em casa: sentir-

 

Porque somos coragem, força e determinação

Esta semana comecei a colaborar proximamente com um grupo de pessoas que pretende sensibilizar para pessoas com "disability". Escrevo a palavra em inglês propositadamente, porque normalmente é traduzida para português como deficiência, e na verdade, disability é mais do que isso.

 

 

Segundo a Convenção das Nações Unidadas, artigo 1: "'Persons with disabilities include those who have long-term physical, mental, intellectual or sensory impairments which in interaction with various barriers may hinder their full and effective participation in society on an equal basis with others'." 

 

No regresso a casa depois da primira reunião deste grupo, um rapaz, com paralisia cerebral que necessita de duas muletas e tem alguns problemas com o equlibrio, disse-me que ia para casa a pé. Perguntei-lhe onde morava porque ainda tinha que andar um pouco até ao transporte e que o acompanhava. Descobri que na verdade ele mora ao pé de mim. Era uma caminhada no minimo de 40m a pé para uma pessoa normal e tinhamos uma paragem de autocarro logo ali. 

 

Explicou-me que em Bruxelas as pessoas nao são muito simpáticas e que normalmente ele tem problemas quando anda de transportes públicos. Não se consegue segurar se for de pé, é dificil de encontrar um lugar para se sentar e quando pede que lhe cedam o lugar destinado a deficientes como no dia anterior, é insultado e já foi agredido. 

 

Senti-me muito pequenina. Muito mesma. Fomos os dois a pé. Demoramos mais de uma hora a fazer um percurso que teria feito em 15 de autocarro. Conheci um ser humano com um coração maior do que o mundo, corajoso, destemido. Fez mais do que muito boa gente. Continuará certamente a fazer. Para mim, um herói! Uma inspiração, que mesmo a minha luta sendo diferente da dele, tem o mesmo objectivo: tornar este mundo um lugar mais igualitário, um lugar em que as pessoas são respeitadas nao importa o quê. 

 

Hoje começa a semana de sensbilizaçao para doenças do intestino que decorre de 1 a 7 de Dezembro. Faz igualmente 1 ano que comecei a escrever abertamente sobre a minha doença. E há umas semanas 10 anos sobre o meu diagnóstico. 

 

Eu hoje estou bem. Amanhã posso não estar. Ontem não estive. Há doenças que nao se vêem mas estão lá. E limitam-nos e transformam-nos. E há gente estúpida. Que nos agride com palavras, gestos (in)acções. Por mim, por ele, por nós, é que eu escrevo e continuarei a escrever. Porque podemos estar de certa forma condicionados, mas nunca seremos nem mais nem menos gente!

 

 

7 Dicas para Colonoscopias mais meigas!

0d558054bb610f67475998e66f19bd71--crohns-disease-c

 

Provavelmente o pior exame que há para quem tem DII é uma colonoscopia. Nem é pelo exame em si, que a maioria das vezes é feito com sedação ou anestesia total, e o torna na melhor soneca de sempre. É mesmo pela preparação. Beber um liquido asqueroso para limpar a tripa, é o equivalente a uma tortura na época da Inquisição. Dois litros e sacam-nos tudo: a informação, os vómitos e o cocó. 

 

Não há muito que possamos fazer porque é um mal necessário, mas podemos tornar o mal necessário o mais agradável possivel! Deixo-vos 7 dicas para tornar o Inferno, o mais agradável possivel! ;)

 

 

Inscreva-se já! A inscrição é gratuita mas obrigatória!

23561792_1921939604489259_2535622545744727030_n.jp


1º Congresso Nacional da APDI: “Relação Médico/Doente e Qualidade de Vida”

A APDI realizará o seu 1º Congresso Nacional subordinado ao tema “Relação Médico/Doente e Qualidade de Vida” no dia 25 de novembro de 2017, das 9h30 às 18h, na Casa do Médico – Secção Regional do Norte da Ordem dos Médicos, na Rua Delfim Maia, 405, 4200-256 Porto, junto ao jardim de Arca d'Água.

A inscrição é gratuita mas obrigatória, para o e-mail geral@apdi.org.pt até dia 17 de novembro.

Poderá levar um acompanhante. Será oferecido o almoço aos participantes e transporte a partir de Lisboa e Coimbra no autocarro da APDI.

Mais informações em: http://www.apdi.org.pt/

 

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Onde compro livros

Blogs de Portugal

Bloglovin