Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

7 conclusões depois de ter começado a aprender uma nova língua

IMG_20170808_083223.jpg

 

Num tipo de loucura induzido pelas hormonas do amor, lá em casa decidimos aprender a língua nativa de cada um: eu neerlandês, ele português. É por isso que durante três semanas em Agosto, tenho 4h15 diárias de neerlandês. Das 8h30 as 12h45. 3 semanas. Na verdade comecei a ter aulas em Outubro do ano passado, 1 vez por semana. Sinceramente, não resulta. Duas horas por semana para aprender uma língua nova é treta, acrescido que não me conseguia entender com o método de ensino da professora. Resolvi mudar. Fiz um teste de nível, colocaram-me no nível A2 e 'bora lá fazer um curso intensivo no Verão para ver se a coisa descola. 
Cheguei a algumas conclusões que partilho:
 
1) Português tem vários sons. Ajuda a aprender mas depende verdadeiramente de que língua se quer aprender. Neerlandês tem ainda mais sons que duvido alguma vez vir a ser capaz de os pronunciar propriamente. 
 
2) Ao fim de muitas horas de aprendizagem, já não tenho a sensação que quando falam neerlandês estão a rasgar

papéis com a boca. Contudo, continuo sem perceber patavina do que dizem. Apanho uma palavra aqui e ali, mas sem grande sucesso em conseguir entender a mensagem. Se nas aulas é um desafio, na vida real é irreal tentar sequer encetar qualquer tipo de conversação. 
 
3) Já vos disse que a pronuncia é mesmo f****a? A sobrinha do Mais que Tudo que apenas fala neerlandês, olha-me como se eu fosse um ET cada vez que lhe tento dizer coisas básicas em neerlandês: tipo olá, estás bem? estás gira. [ Hallo ben je in orde?Je bent touring.]
 
4) Neerlandês é uma língua do demo. Se querem aprender uma língua facilmente, atirem-se para o francês, o italiano, o espanhol, o inglês. Se querem ficar com o cérebro feito em brócolos, neerlandês é a língua certa para vocês!
 
5) Os tipos que criaram o neerlandês foram espertos. Basicamente foram buscar estrutura gramática, palavras, expressões e pronuncia ao inglês, francês e alemão. E ainda um bocadinho ao Latim. Portanto, é um salgalhada e tentar descobrir um padrão, regras ou seja lá o que for que te ajude a encaixar no pobre cérebro o funcionamento da coisa, é um puro acto de loucura. 
 
6) Há sempre malta no grupo que te dá a sensação ou que tu estás no nível errado ou que deveriam estar no nível acima. A sério: o que faz esta malta? Eu farto-me de estudar, rever matéria, tentar ir sempre mais além, e aqueles  marrões conseguem falar, ouvir e escrever de forma tão fluente que me fazem sentir o Tarzan: me Tarzan, you Jane. (Que se o Tarzan falasse neerlandês seria qualquer coisa do género: me Tarzan, je Jane)
 
7) Ainda tenho mais uma semana de aulas. De hoje a uma semana faço o exame para saber se conclui com sucesso o nível A.2.1. E posso-vos dizer que neste momento: prognósticos só no fim do jogo!

 

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Onde compro livros

Blogs de Portugal

Bloglovin