Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Esqueçam a dieta! Este é o mehor método para o corpinho Victoria Secret Angel!

10496115_653495721401989_1163826718917810388_o.jpg

 (foto facebook Sara Sampaio)

 

Em Setembro de 2015 iniciei um tratamento ortodôntico (que é como quem diz, meti um aparelho nos dentes) para corrigir os dentes do maxilar inferior que insistiam em encavalitar-se uns em cima dos outros e já ameaçavam expulsar dois para fora da gengiva para todo o sempre.

 

Como já não tenho 12 anos, decidi pôr daqueles invisiveis. Uma espécie de boqueira transparente que nem se nota que se tem (para mim mesma e para os outros) e que apenas retiro para comer. Até aqui tudo. Tivemos que fazer uma pequena cirurgia na gengiva primeiro para tentar que os dois dentes ficassem novamente com a raiz

 

Há coisas que nunca mudam...

Entreguei a minha cleração de IRS em Portugal dentro do prazo e com toda a informação que tinha disponível. Para variar, e pelo terceiro ano consecutivo, os serviços tributários pediram esclarecimentos que prontamente forneci. O pedido chegou no dia 10 e eu respondi via plataforma no dia 11. De Maio!. Entretanto, como não obtinha resposta, telefonei há duas semanas para saber se havia algum problema. Ai e tal, há falta de pessoal, somos só dois para lidar com questões relacionadas com IRS e temos estado sempre ao balcão, não conseguimos dar resposta aos pedidos de informação que fazemos.

 

Hoje é dia 21 de de Junho. Acabei de consultar a minha conta no site dos Serviços Tributários. Nada. Tudo na mesma. Não faço ideia se a informaçao que prestei é suficiente, se têm mais perguntas ou se está tudo bem.Mas vou recebndo emails a dizer que têm uns bens penhorados para vender, ou que irá ter lugar mais um magnifico sorteio do e-factura e que posso ganhar um carro. O que eu queria mesmo é que os serviços funcionassem em tempo útil. Que analisem atempadamente e num prazo razoável (por exemplo nos mesmos prazos que dao aos cidadão para repsosta) a informaçao que pedem. Será pedir muito?

 

E sim, é suposto eu receber um reembolso. Suposto. Porque por este andar ainda vai prescrever por inacçã dos serviços de finanças....

Estás longe e queres ajudar? Entao este post é para ti!

 

Capture.JPG

 

Por espontânea vontade de Sérgio, Tiago e de quem quer urgentemente ajudar os afectados pelos incêndios na área de Pedrógão Grande foi criada uma campanha que visa apoiar directamente as famílias. É mais uma forma de contribuir para aliviar as vítimas desta tragédia.

 

Foi a própria plataforma, PPL - Crowdfunding Portugal, que se disponibilizou de imediato a aprovar a campanha em tempo record, acabou de aumentar o tecto para as doações.

 

Podem aceder à campanha de recolha de fundos aqui: https://ppl.com.pt/pt/causas/ajuda-pedrogao


Os fundos serão distribuídos assim que seja possível visitar a região afectada, em segurança, e sem colocar em causa o trabalho dos nossos operacionais, heróis, que continuam no terreno a combater o incêndio.


Eu já contribui e divulguei. Agora é convosco!

 

O meu País está a arder....

 

Ontem acordei e como habutualmente fui dar uma vista de olhos pelas notícias. Li sobre o fogo de Pedrogão Grande e entrei em choque. Ao longo do dia ia tentanto ler e saber mais e continuo com a mesma atitude de incredulidade com que recebi a primeira notícia. 19, 24, 57, 62... fui vendo o número de vítimas a subir e continuo sem conseguir acreditar nas histórias das vítimas. Crianças, adultos, idosos.... O meu País está a arder, a matar pessoas, animais, bens sem discriminar. E eu sinto-me completamente impotente. Imagino o sofrimento dos que ficaram, o esforço dos que tentam apagar o fogo e a coragem dos que agora "limpam" o que o fogo deixou para trás.

 

Ontem recebi mensagens de amigos estrangeiros que viram as notícias e ficaram preocupados. Hoje o meu chefe passou pelo meu gabinete. Portugal, Europa, o Mundo estão em choque e solidários com Pedrogão Grande e todas as outras vilas e aldeias tomadas pelo fogo.

 

Muitos treinadores de bancada saltaram a mandar bitaites sobre o que se devia ou não ter feito, sobre os culpados ou incompetentes, sobre as cabeças que têm ou não que rolar. Meus amigos, já morreu gente que chegue. Antes de começarem a apontar dedos e a pedir sangue, e como diria Marquês do Pombal, agora é cuidar dos feridos e dos vivos. Arranjar-lhes um tecto, roupa, comida, medicamentos. Devolverem-me uma vida condigna. Depois sim, é tempo de arregaçar mangas e impedir que este tipo de tragédia torne a acontecer. ë arregaçar mangas e limpar as matas antes do tempo quente.

 

Depois de casa roubada... trancas a porta! Nunca na minha vida este provérbio fez tanto sentido. Por isso tenho a certeza que no final do Verão as trancas serão colocadas.Ou pelo menos assim espero....

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Onde compro livros

Blogs de Portugal

Bloglovin